Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Varejo do Rio Grande do Sul perde R$ 3,4 bi diários devido a chuvas

Impacto das chuvas afeta 96% do RS, aponta estudo

Rio Grande do Sul - Varejo
O varejo do Rio Grande do Sul perde diariamente mais de 3 bilhões de reais. (Imagem: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil)

As intensas chuvas que atingem o Rio Grande do Sul desde o final de abril têm causado um grande impacto econômico. De acordo com um estudo do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar) e da FIA Business School, o varejo gaúcho perde R$ 3,4 bilhões por dia devido às interrupções nas atividades.

O Rio Grande do Sul, que é a quarta maior economia do Brasil, enfrenta um desafio econômico severo. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2021 mostram que o Produto Interno Bruto (PIB) do estado era de aproximadamente R$ 581 bilhões. As perdas de R$ 50,8 bilhões estimadas para o varejo ao longo de duas semanas representam cerca de 8,7% da economia estadual.

Cidades mais atingidas

O estudo do Ibevar considerou os impactos nas principais cidades e regiões afetadas pelas enchentes, incluindo Porto Alegre, Canoas, Cachoeirinha, Gravataí. Outras cidades: Guaíba, Novo Hamburgo, São Leopoldo e Sapucaia do Sul também foram afetadas. Claudio Felisoni de Angelo, presidente do Ibevar e professor da FIA Business School, destacou que esses números representam apenas um recorte do cenário total.

Publicidade

Além dos prejuízos diretos ao Rio Grande do Sul, as enchentes também trazem repercussões para a economia brasileira como um todo. Diversos setores, especialmente o varejo, sentem os efeitos das interrupções nas atividades econômicas. Entretanto, dados do governo gaúcho indicam que as chuvas afetaram quase 96% do estado até a semana passada, impactando cerca de 2,4 milhões de pessoas.

Leia mais:

Necessidade de reconstrução

A Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul) estima que serão necessários entre R$ 110 bilhões e R$ 176 bilhões para a reconstrução da infraestrutura destruída pelas chuvas. Claudio Considera, pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), enfatizou o enorme custo pessoal e econômico dessas enchentes.

As chuvas no Rio Grande do Sul não apenas paralisaram o estado, mas também criaram um cenário de perdas para o varejo e a economia em geral. Contudo, com as estimativas de danos alcançando bilhões, a reconstrução será um desafio que exigirá grandes investimentos e esforços coordenados.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado