Mulheres se destacam na área da tecnologia e apontam desafios de conciliar trabalho e maternidade

Segundo a Pesquisa Panorama Mulher 2019, realizada pela Talenses em parceria com o Insper, apenas 13% das empresas possuem uma mulher na presidência.
Segundo a Pesquisa Panorama Mulher 2019, realizada pela Talenses em parceria com o Insper, apenas 13% das empresas possuem uma mulher na presidência.

No próximo dia 9 será comemorado o Dia das Mães. Os desafios de ser mãe são imensos e quando esta mulher está inserida no mercado de trabalho, estes desafios são maiores ainda. Durante a pandemia, tudo foi intensificado, já que foi necessário lidar com a casa, com o trabalho e com a família, ao mesmo tempo.

Segundo a Pesquisa Panorama Mulher 2019, realizada pela Talenses em parceria com o Insper, apenas 13% das empresas possuem uma mulher na presidência. E quando se fala em maternidade, segundo um levantamento do site Vagas.com mostra que 52% das mães afirmam ter passado por alguma situação desagradável na empresa quando estavam grávidas ou voltarem de licença-maternidade.

De acordo com o relatório, 23% das empresas têm mulheres em cargos de vice-presidência, 26% têm mulheres na diretoria e 16% nos conselhos administrativos. A pesquisa analisou 532 empresas de diferentes setores que têm sede no Brasil, na América do Norte e na Europa.

Ainda de acordo com o levantamento, as presidências femininas são mais frequentes nas empresas com sede no Brasil do que na América do Norte e na Europa. No Brasil, as mulheres ocupam a presidência de 18% das empresas pesquisadas.

A maior parte das vice-presidentes mulheres na pesquisa atuam na área de vendas (29%). Em seguida, aparecem a área financeira (13%), recursos humanos (12%), operações (11%), marketing (10%) e jurídico (9%). A área com menor participação feminina na liderança é TI e digital.

Apesar da pouca representatividade feminina em áreas de TI, pode-se citar os exemplos de Juliana Lopes e Camila Alves. Mães, donas de casa e de uma carreira voltada para a área da tecnologia, ambas têm que conviver com os desafios de lidar com a maternidade e o trabalho.

Juliana Lopes é gerente na empresa RoutEasy (voltada para tecnologia), no setor de Growth. Mae de três filhos, ela teve que reiniciar sua carreira do zero, após uma tentativa falha de empreender e em três anos alcançou a gerência. Sendo promovida durante a gravidez. Juliana é formada em Gestão Empresarial e especialista em Gestão de Negócios pela BBI – Business Behavior Institute.

Camila Alves é, atualmente, líder de atendimento na empresa BusUp, também voltada para a área da tecnologia. Ela atuou no gerenciamento de academias e descobriu a gravidez um mês após ser contratada. Porém, permaneceu no alto cargo durante a gravidez, mas com o nascimento do seu filho ela abriu mão do sonho. Há três anos, ela trabalha na BusUp como líder de atendimento e conta que o nascimento do seu filho foi um estopim para se arriscar mais em outras áreas.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado