Monge budista monta startup de mais de US$ 1 bilhão

Kazuma Ieiri aprendeu a programar em seu quarto durante os anos de reclusão quando era adolescente, com problemas de ansiedade. (Foto: Bloomberg Finance LP)
Kazuma Ieiri aprendeu a programar em seu quarto durante os anos de reclusão quando era adolescente, com problemas de ansiedade. (Foto: Bloomberg Finance LP)

Kazuma Ieiri  não tinha dinheiro para pagar a universidade e passou anos recluso em seu quarto. Mais de 20 anos depois, quer abrir o capital de sua startup com um valor de mercado acima de US$ 1 bilhão.

A Campfire ajuda indivíduos e pequenos grupos a arrecadar fundos online, e busca uma oferta pública inicial este ano com uma avaliação de até 200 bilhões de ienes (US$ 1,8 bilhão). É um IPO há muito tempo esperado da popular operadora de crowdfunding, a maior empresa do gênero no Japão.

Campfire, a terceira empresa fundada pelo monge budista e ex-candidato a governador de Tóquio, financiou mais de 50 mil projetos desde a fundação em 2011.

A pandemia aumentou a demanda por sites como a Campfire, já que cafés, restaurantes e pequenas empresas que perdiam clientes acessavam a plataforma como forma de complementar a receita. Pessoas sem emprego também aproveitaram o site para avançar novos empreendimentos.

Ieiri também ajudou a montar a Base Inc., operadora da plataforma de comércio eletrônico fundada por um de seus ex-estagiários. A Base abriu o capital pouco antes do início da pandemia e as ações da empresa subiram mais de 500%.

O volume bruto de mercadorias da empresa mais do que triplicou em 2020 em relação ao ano anterior, para 20 bilhões de ienes (US$ 180 milhões), segundo Campfire.

Fonte: Exame

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado