Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Magazine Luiza, Via e Americanas em queda

As grandes varejistas Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e Americanas (AMER3), têm sofrido com a volatilidade da Bolsa e com as perspectivas para o setor.

Os papéis da Magazine Luiza caíram de R$ 23,98 para R$ 6,37 nos últimos seis meses, queda de 73,4%; as ações da Via recuaram 65,9% de R$ 16,08 em junho para R$ 5,46; já os ativos da Americanas de R$ 73 no mesmo período para R$ 28,3, redução de 61%. Os valores correspondem ao fechamento da última sexta-feira (10).

Ao contrário de grande parte do mercado, as empresas se saíram bem durante a pandemia do novo coronavírus, graças a investimentos no setor de e-commerce, cujo faturamento cresceu quase 50% em 2020, segundo pesquisa Ebit/Nielsen. Nos últimos meses, os negócios foram fortemente afetados pelo cenário macroeconômico – o que refletiu no desempenho das ações na Bolsa.

conteúdo patrocinado

As quedas dos papéis podem ser resultado do elevado nível de inflação, juros em alta e crescimento do desemprego. Esses fatores impactam negativamente o poder de compra dos brasileiros, o que naturalmente afeta as varejistas. Outro ponto que também tem balançado a confiança nas empresas é a presença de fortes competidores, como Amazon e Mercado Livre.

Ações

O investidor com uma visão de longo prazo pode se beneficiar do movimento de desvalorização. As quedas recentes no preço das ações de empresas de e-commerce oferecem uma janela de oportunidade para a compra de papéis excessivamente descontados. Mas o investidor precisa escolher ativos com qualidade para atravessar o período conturbado.

Para aqueles que buscam lucros no curto prazo, não parece ser o momento ideal para adquirir as ações.

Em qual empresa apostar?

Os analistas, em sua maioria, tendem a dar preferência para as ações da Magazine Luiza, que contam com múltiplos superiores aos das outras empresas.

Fonte: Forbes

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado