Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

CNA e IBGE discutem parcerias para levantamento de informações no agro

Foto: CNA

O diretor técnico e o coordenador do Núcleo Econômico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Bruno Lucchi e Renato Conchon, se reuniram nesta quinta-feira (17) com o diretor de Pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Cimar Azeredo Pereira, e o chefe da unidade do órgão no Paraná, Sinval Dias dos Santos, para discutir uma série de ações conjuntas voltadas para o agro.

Um dos temas do encontro foi o Censo Demográfico 2022. O IBGE pediu o apoio do Sistema CNA, por causa da sua capilaridade, para a divulgação do Censo, que tem como objetivo coletar informações nos domicílios brasileiros para mostrar o atual retrato do país a partir de dados como o tamanho da população, renda, escolaridade, entre outros pontos. O levantamento é feito por recenseadores do IBGE e começa em agosto.

Publicidade

Articulação

A proposta do Instituto é de que a Confederação oriente os sindicatos rurais a mobilizarem os produtores rurais sobre a importância de responderem os questionários, além de orientá-los sobre o trabalho dos recenseadores e a relevância do Censo Demográfico 2022.

Outro ponto tratado foram as parcerias técnicas para desenvolver estudos e pesquisas ligados à agropecuária. As duas instituições avaliam a assinatura de um acordo de cooperação técnica para esta finalidade. Entre os levantamentos propostos pela CNA, estão um estudo sobre a classe média rural brasileira e os preparativos para o próximo Censo Agropecuário, que deve ser realizado em 2024, com informações detalhadas do meio rural. 

Neste contexto, a ideia seria discutir pontos como a revisão de questionários e a participação da CNA no conselho consultivo que trata sobre o tema. A CNA contribuiu com o IBGE na elaboração do Censo Agropecuário 2017, fornecendo informações sobre o setor e mobilizando os produtores rurais a responderem o questionário dos recenseadores.

Fonte: Assessoria de Comunicação CNA

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado