Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Alta nos preços dos combustíveis afeta as companhias aéreas

. Foto Boeing - Aeroin

A constante alta dos combustíveis, provocada pelo aumento do petróleo e pela inflação, está afetando as companhias aéreas americanas, que estão reduzindo o número de voos para controlar os gastos. As informações foram divulgadas pelo site AeroIn.

A invasão da Ucrânia pela Rússia também tem pressionado as companhias aéreas, que apenas neste ano registraram 76% de alta no preço do querosene de aviação, segundo o Yahoo Finance.

A expectativa das empresas era pagar $2,50 dólares (R$12,60) por galão de querosene, mas hoje o preço está em $4,06 (R$20,46) por galão. Com isso, as empresas estão tendo que voar menos para manter as finanças em dia, e ainda sem terem chegado nos níveis de demanda do pré-Pandemia.

Publicidade

A Alaska Airlines informou que estará reduzindo em 5% a sua capacidade no primeiro semestre deste ano. Já a ultra low-cost Allegiant Airlines estará cortando até 10% dos voos no segundo trimestre.

Não foram detalhadas quais as rotas e voos serão reduzidas, mas a expectativa é que sejam voos mais curtos e de menor demanda, onde o custo por assento-quilômetro voado é maior.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado