Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Como a carreira da mulher se apresenta no futuro? – Por Lise Aguiar

*Coluna por Lise Aguiar, 10/03/2022

Na semana em que comemoramos o Dia Internacional da Mulher, ainda é preciso falar do espaço desta no mercado de trabalho. Uma pesquisa realizada pela Pearson revela que 84% das mulheres brasileiras, estão usando o período de pandemia para repensar suas vidas e carreiras. Quando questionadas sobre o que pretendem fazer, mulheres de diversas gerações planejam tomar as medidas necessárias para iniciar seus próprios negócios já em 2022, seja este em qualquer segmento.

Sabemos que no mundo corporativo ainda encontramos muitos desafios para conquistar espaço e principalmente, posições de lideranças ou oportunidades em profissões ainda muito preenchidas por homens, como Engenharias e Tecnologia. Cabe aqui uma reflexão: o que nós, mulheres, estamos fazendo para abrir espaços e novos horizontes para a próxima geração?

Publicidade

Oceano Azul na área de TI

Uma pesquisa realizada pela Page Group, evidencia que uma das áreas mais promissoras em 2022 é a de Tecnologia da Informação, dada a grande quantidade de informações que as organizações gerenciam diariamente. Desta forma, o investimento tecnológico e na segurança de dados, tornou-se um tema fundamental na atualidade.

Quando analisamos o cenário das profissionais, percebe-se que é um desafio tentar seguir uma carreira na área, já que existe uma falta de representatividade feminina. Segundo dados do CAGED, entre 2014 e 2019, a participação feminina na área de tecnológica cresceu 60%, passando de 27,9 mil para 44,5 mil profissionais mulheres nesses postos de trabalho. Ou seja, oportunidades, temos muitas!!

Porém, há um público feminino bem restrito com interesse nessa formação tendo em vista a falta do despertar para essa área quando mais jovens, pois o ambiente universitário é pouco acolhedor, à falta de mulheres em posições de liderança e o sentimento solitário de atuação dentro de uma equipe formada apenas por homens.

Competências femininas como diferenciais

Recentemente, a Mckinsey Consultoria realizou pesquisa em empresas que tem mulheres em cargos de gestão evidenciando que, em média, 21% destas lucram mais em comparação com a média da indústria.

A que se deve esse resultado diferenciado? Um ponto destacado pela pesquisa da Page Group mencionada acima, como tendência do cenário da América Latina para 2022, são “Top 5” soft skills: capacidade de adaptação, pensamento criativo, trabalho em equipe, inteligência emocional e resiliência. Aqui, acrescento também, competências que fazem parte do repertório feminino e agregam muito à gestão: intuição, resiliência, empatia, criatividade e escuta ativa.

Formar alianças internas com quem valide e aprove seu trabalho assim como desenvolver aliadas interna e externamente como rede de apoio para troca de ideias e experiência é uma interessante estratégia para se firmar na carreira.

**Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do ENB.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado