O impacto da fusão de empresas na cultura organizacional – Por Lise Aguiar

*Coluna por Lise Aguiar, 01/04/2022

Recentemente fui convidada para falar sobre a importância da cultura e propósito organizacionais para colaboradores de duas empresas que concretizaram a fusão dos negócios. Geralmente, quando o tema é divulgado, gera um misto de sentimentos nos colaboradores: Será que terei espaço neste novo cenário? Qual será a nova estratégia de mercado? Como ficarão as diretrizes das políticas, procedimentos? Quem vai mandar em quem?

Calma! Muita calma!! Penso que um momento como esse é desafiador, porém, prevalecerá as melhores práticas já estabelecidas e como em um relacionamento, ambas as partes cederão para que o sucesso prevaleça.

Por cultura organizacional entende-se um conjunto de características crenças, hábitos, valores, normas, atitudes, linguagens, políticas externas e internas, dentre outros aspectos que definem o comportamento dos colaboradores. Essa cultura é um fator determinante para a manutenção de um padrão de desempenho nas equipes e para o engajamento dos colaboradores nas atividades do cotidiano das organizações.

Edgar Schein, um estudioso do tema, afirma que “a cultura representa para grupos e organizações o mesmo que o caráter para os indivíduos”.

Propósito e sua importância

O propósito transmite o que a organização representa em termos éticos, emocionais e práticos. Independentemente de como seja comunicado aos colaboradores e clientes, ele permite à empresa criar sua cultura e definir sua verdadeira marca. Ou seja, trata-se de sua força motriz.

Colaboradores que realizam um trabalho significativo, isto é, sabem o porquê de estarem fazendo o que fazem e o porquê de sua empresa existir, tornam-se mais propensos a vestirem a camisa e a sentirem-se mais motivados. Aliás, os maiores propagadores do propósito da empresa são os colaboradores, afinal são eles quem transmitem sua mensagem da empresa para os clientes e fornecedores.

Vale ressaltar que a questão chave na definição do propósito é o “por que”. Por que sua empresa faz o que faz? Por que você escolheria trabalhar para esta empresa?

Aproveito a oportunidade para sugerir que, àqueles que querem definir seu propósito de vida, as perguntas acima podem te ajudar nesta reflexão e consequentemente identificação do seu verdadeiro propósito como pessoa e profissional.

Identidade organizacional

É comum as empresas definirem sua identidade organizacional, divulgando em sites e redes sociais sua missão, visão e valores. Porém, se a empresa tem missão, valores, qual a importância de definir o propósito?

Vamos esclarecer que o propósito não é nem a visão, nem a missão e nem os valores. Um propósito real, verdadeiro e palpável dá um motivo tangível para que decisões sejam tomadas e, tarefas, executadas.

Enquanto a missão descreve o negócio, a visão indica onde a empresa estará em alguns anos e os valores descrevem a cultura, o propósito inspira e dá orientação prática.

E como os valores impactam no dia a dia?

Os valores organizacionais têm por objetivo conectar a cultura organizacional aos processos internos e, assim, atrair e reter cada vez mais talentos alinhados com os objetivos estratégicos, ajudando, portanto, a representar a essência e fonte de inspiração para um time, a fortalecer a empresa, promovendo ideias para alcançar um melhor fit cultural, isto é, a capacidade de uma pessoa se adaptar aos valores e propósitos de uma empresa. Para alinhar de forma mais consistente a cultura organizacional às soft skills e hard skills esperadas de seus colaboradores.

**Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do ENB.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado