Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Por que carros antigos são raros nas ruas da China?

Por que carros antigos são raros na China?
(Foto: ASTRONAUD23/Unsplash).

Na China, a presença de carros antigos nas ruas é rara, uma realidade que se explica por políticas específicas e pela evolução do mercado automotivo do país. Até pouco mais de duas décadas atrás, era bastante difícil para os cidadãos chineses comprarem seus próprios carros. Além disso, a maioria dos veículos produzidos no país era destinada a frotas de táxi ou a funcionários do governo.

 

A ausência de carros antigos nas cidades chinesas também é influenciada por políticas governamentais rigorosas de renovação da frota automotiva. As grandes cidades, por exemplo, impõem restrições severas às placas de licenciamento, e o alto custo associado também contribui para a rápida substituição de carros mais antigos por novos modelos. Isso é reforçado por regras que exigem que carros mais velhos sejam submetidos a inspeções de segurança frequentes.

conteúdo patrocinado

 

Os carros têm, de certa forma, uma “data de validade” na China. Podem ser retirados de uso após 8 a 15 anos, ao atingirem 600.000 km ou se não passarem nas inspeções anuais. Quem deseja manter um carro mais antigo deve submetê-lo a verificações de segurança até quatro vezes por ano, o que pode ser um processo caro e trabalhoso.

Essas políticas visam modernizar a frota de veículos do país e reduzir a poluição, já que carros mais novos tendem a ser mais eficientes e menos poluentes. Além disso, estimulam a indústria automotiva local a desenvolver e vender novos modelos, incluindo veículos elétricos e híbridos, alinhados com as políticas ambientais do país.

Consequentemente, modelos de carros que já foram comuns, como o Volkswagen Santana, que chegou à China em 1983 e foi produzido localmente até 2013, tornaram-se raridades. Esses veículos foram substituídos por modelos mais novos e eficientes, como os carros da Roewe, agora comumente usados como táxis em cidades como Xangai.

Essa renovação constante do mercado automotivo reflete as políticas governamentais destinadas a promover uma indústria automotiva mais moderna e sustentável, limitando a presença de carros antigos e criando um ambiente urbano mais limpo e eficiente. Portanto, enquanto essas políticas podem limitar a cultura de carros antigos, elas têm um objetivo maior de modernização e sustentabilidade.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado