Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Você é louco o suficiente para empreender? – Por Edilson Botto

Coluna Dica de Livros de negócios

*Coluna por Edilson Botto, 24/04/2022

Vivemos um período de elevado desemprego no país, onde muitas pessoas têm buscado empreender para obter renda e superar os seus desafios financeiros, entretanto tomados por uma visão glamorosa do empreendedorismo, esses indivíduos ignoram os problemas e incertezas enfrentados por quem resolve colocar o seu próprio negócio e acabam se frustrando, pois não estavam adequadamente preparados para essa empreitada.

Mas e se existisse uma maneira de conhecer a realidade de quem busca abrir o seu negócio? Se fosse possível aprender com a experiência de outra pessoa?

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Pois esse é objetivo do livro De Empreendedor e Louco todo Mundo tem um Pouco, escrito por Linda Rottenberg, cofundadora da Endeavor e que através da sua experiência pessoal transmite, com leveza e sinceridade, informações e conselhos valiosos para quem deseja trilhar esse caminho.

E não pense você, amigo leitor, ao ver hoje a Endeavor como uma instituição consolidada e de atuação global, que Linda teve uma trajetória fácil, com muitos recursos disponíveis. Ela enfrentou situações comuns a qualquer empresário e cometeu erros como qualquer pessoa normal.

Outro ponto positivo no livro é que ele não é destinado apenas para quem pensa em grandes empreendimentos, qualquer um que queira colocar um negócio, mesmo que seja MEI (Microempreendedor Individual) se beneficiará dessa leitura.

A obra está dividida em três partes: Começar, crescer e voltar para casa. Neles a autora apresenta o que considera os principais pilares que um empreendedor deve conhecer, então vamos a eles:

O começar é provavelmente o grande desafio de qualquer um que vai iniciar um negócio, as dúvidas são muitas, os riscos elevados e é preciso ter muita autoconfiança para seguir em frente.

Nesta fase inicial, onde se tem pouco conhecimento sobre o próprio negócio, Linda fala que a execução é mais importante do que o planejamento, pois na prática ninguém está totalmente preparado para empreender e o que acontece é que se aprende fazendo.

Na parte seguinte, dedicada ao crescer, o leitor conhecerá os quatro tipos de personalidade predominantes nos empreendedores, seus pontos fortes e fracos. Essa informação tem um grande valor, pois se você consegue se identificar com alguma delas ficará ciente do que não deve fazer e de que precisará de pessoas que ajudem a superar suas fraquezas, complementando as suas competências.

Outro destaque dessa parte é a necessidade de um acordo entre os sócios da empresa, pois quando tudo está indo bem é mais fácil lidar com opiniões diferentes, mas quando surgem os problemas, a falta desse acordo para balizar as decisões pode acabar com o negócio.

Finalmente na terceira parte, voltar para casa, a autora defende que não se deve ter uma existência voltada exclusivamente para o trabalho, que é importante “ter uma vida”, visto que sempre chegará uma hora que trabalhar em excesso representará grandes perdas na sua vida, muitas das quais podem ser irrecuperáveis.

O livro é muito agradável de ler e dá vontade de não parar, principalmente porque é bem fácil se ver na pele da nossa protagonista e isso desperta o desejo de querer saber como ela lidou com situações pelas quais qualquer empreendedor já passou.

O livro não tem o objetivo de ser o manual definitivo sobre empreendedorismo, mas certamente é fonte de conhecimento, reflexões e positividade para você que é ou deseja ser um empreendedor.

**Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do ENB.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado