Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Aprenda a aprender para permanecer relevante em um mundo repleto de mudanças – Por Edilson Botto

*Coluna por Edilson Botto, 19/06/2022

Até meados dos anos 90 as mudanças no mundo eram lentas, o conhecimento tinha prazo de validade muito longo e possuir uma graduação era garantia de um bom emprego em grandes empresas, onde os profissionais trabalhavam até a aposentadoria.

 Mas o contexto mudou radicalmente e atualmente estima-se que o conhecimento humano dobra a cada 12 horas, portanto o aprendizado da faculdade ou de qualquer outro curso rapidamente fica defasado e a única maneira de permanecer relevante no mercado de trabalho é aprender continuamente, a única maneira de ser um profissional de alto desempenho é se tornar um Lifelong learner.

conteúdo patrocinado

o de aprendizado contínuo, o chamado lifelong learning, surgiu entre o final da década de 60 e o início da década de 70, inicialmente como uma proposta de política para os governos, mas com a crescente velocidade das transformações no mundo o ambiente corporativo também passou a dar atenção a este tema e, em breve, somente os profissionais que se mantiverem aprendendo conseguirão ocupar posições de destaque no mercado de trabalho.

Para ensinar como aprender nesses tempos de rápidas mudanças o empreendedor e doutor em psicologia da aprendizagem Conrado Schlochauer escreveu o livro Lifelong Learners: o poder do aprendizado contínuo, onde apresenta um roteiro muito prático e eficaz para que você leitor, qualquer que seja a sua formação, construa o seu plano de aprendizado.

O livro está dividido em duas grandes partes: na primeira o autor explica porque é tão importante adotar o lifelong learning e na segunda parte ele ensina como realizar o aprendizado, e é este último assunto que resumirei para você.

Inicialmente Schlochauer explica que o processo de aprendizado do adulto deve ter como ponto central a autonomia, é preciso que o aprendiz tenha participação no conteúdo que vai aprender, saiba qual a relevância para a sua vida e que dirija esse processo, pois só assim estará motivado para assumir uma postura ativa, o que é fundamental para consolidar o aprendizado.

Assim como qualquer projeto o processo de aprendizado precisa ter um diagnóstico, onde será identificado o que aprender, o passo seguinte é definir metas para saber aonde o aprendiz quer chegar, em quanto tempo e com que grau de proficiência. Em seguida são estabelecidos os recursos (humanos e materiais) necessários para executar o plano, a seguir escolhe-se uma estratégia de aprendizagem e, finalmente, definem-se pontos de avaliação para saber se as metas estão sendo alcançadas.

Um ponto final da obra que quero destacar é a apresentação da sigla CEP+R, que representa as fontes de aprendizado que podemos utilizar:

  • Conhecimento – Aqui temos as fontes convencionais, como livros, vídeos e áudios;
  • Experiências – Esta é uma fonte muito relevante, pois as nossas vivências muitas vezes geram impactos emocionais, o que fortalece o aprendizado.
  • Pessoas – Buscar pessoas para ajudar no nosso desenvolvimento é uma maneira simples de aprender. Podemos utilizar este recurso de maneira formal, como uma mentoria ou simplesmente conversando com alguém que julgamos capaz de nos ensinar algo.
  • Redes – Grupos de pessoas unidas por valores e objetivos comuns, portanto uma enorme fonte de aprendizado e que agora, com as redes sociais na internet, ganharam um potencial de compartilhamento ainda maior.

O livro detalha cada um destes pontos com profundidade e certamente será de grande valia para que você construa o seu caminho para se tornar um lifelong learner.

**Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do ENB.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado