Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Tecnologia brasileira no mercado financeiro dos Estados Unidos

Outra aposta da empresa está nas máquinas de crédito e débito, comuns para a maioria dos estabelecimentos comerciais.
Foto: Pexels

O termo startup começava a se popularizar em 1987, quando a Matera, empresa brasileira de tecnologia que desenvolve produtos e soluções para serviços financeiros, foi criada nos corredores da Unicamp por cinco estudantes de Ciências da Computação. Na época, o negócio tinha outro nome, Software Design, e nenhuma ligação com o mercado financeiro: programava sistemas para clubes e videolocadoras.

Trinta e cinco anos depois, a empresa – que faz parte do ecossistema da Unicamp pela origem de seus fundadores – registra uma escalada de crescimento, mantendo a proximidade e parceria com a Universidade. Em 2021, a companhia registrou um crescimento de cerca de 30% e atingiu faturamento de 236 milhões de reais.

A expansão acelerada e baseada em desenvolvimento de software, hoje para soluções e produtos financeiros, ajuda a explicar o slogan, mas é o posicionamento de seus empreendedores que mantém essa vontade de criar o futuro. “Nosso DNA é fazer diferente”, afirma Carlos Netto, CEO e cofundador da Matera. Muito cedo em sua jornada, a empresa que nasceu em Campinas percebeu a importância de gerar ativos e propriedade intelectual para continuar se destacando.

conteúdo patrocinado

inovação tecnológica é o motor dos negócios da Matera. Na década de 1990, a equipe já dominava conceitos e tecnologias que promoveriam a transformação digital, vivenciada fortemente nos últimos anos. A necessidade de rentabilizar o negócio fez a empresa migrar as operações para os bancos, que se abriam como uma janela de oportunidades no fim dos anos 2000. 

De lá para cá, a companhia esteve presente na criação do Sistema Brasileiro de Pagamentos (SBP) e, mais recentemente, participou ativamente junto ao Banco Central no desenvolvimento do Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI) que deu origem ao Pix. Agora, mira os Estados Unidos com a chegada do FedNow, o sistema norte-americano de pagamentos instantâneos. 

“Estamos muito felizes em ter iniciado a operação nos Estados Unidos. Mais do que nunca, estamos preparados para esse novo e importante passo, rumo ao crescimento da Matera” comenta Carlos Netto, CEO da empresa.

EXPANSÃO INTERNACIONAL E GERAÇÃO DE EMPREGOS

A Matera é considerada uma das melhores empresas de médio porte para se trabalhar na área de tecnologia no Brasil. Um título que carrega há mais de uma década. Neste ano, alcançou mais de 850 colaboradores, nos escritórios de Campinas, São Paulo, Maringá, Waterloo. no Canadá, e São Francisco, nos Estados Unidos – além dos colaboradores que estão espalhados por todo o Brasil.

A empresa já atinge 55 milhões de contas em mais de 240 bancos e fintechs e está presente em 1.6 bilhões de transações Pix feitas por ano. Desde 2020, tem como sócia minoritária no negócio o private equity Kinea, que investiu R$100 milhões na companhia. O aporte ajudou a firmar acompra da plataforma de crédito digital, Onidata, no primeiro semestre de 2022. A aquisição amplia o portfólio de produtos da Matera para os clientes que atendem pessoas físicas, como financiamento de veículos, empréstimos e crédito consignado. 

A Matera é signatária do Pacto Global das Organizações das Nações Unidas (ONU), se comprometendo a atuar estrategicamente com a Agenda 2030 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). “A atuação da Matera nos pilares do ESG vem se consolidando dia após dia, nos levando a um patamar de tornar cada vez mais público e transparente o nosso compromisso com a construção de um mundo sustentável, tendo a intenção de engajar nossos stakeholders e somar esforços em redes de parceiros, os quais compactuam dos mesmos valores, e estejam em busca deste objetivo em comum” comenta a gerente administrativa e de sustentabilidade corporativa da Matera, Denise Castilho. 

MATERA E O APOIO AO ECOSSISTEMA DA UNICAMP

Com o olhar em busca de novidades, a Matera apoiou o Desafio Unicamp 2022, uma competição organizada pela Agência de Inovação Inova Unicamp para estimular a criação de novos negócios, a partir de tecnologias protegidas da Universidade, e também foi apoiadora do 16º Encontro Anual Unicamp Ventures, em 2021, principal de conexão entre empreendedores do ecossistema da Unicamp com alunos e pesquisadores que desejam conhecer o mundo do empreendedorismo.

ECOSSISTEMA EMPREENDEDOR DA UNICAMP

Essa matéria compõe a série de reportagens produzida pela Inova sobre empresas que fazem parte do ecossistema da Unicamp. São consideradas empresas-filhas da Unicamp os empreendimentos fundados por pessoas que têm ou tiveram vínculo com a Universidade, tais como alunos, ex-alunos, docentes e funcionários ou ex-funcionários. Além de empresas que foram incubadas na Incamp ou criadas a partir de uma tecnologia desenvolvida na Universidade, as chamadas empresas spin-off.

A Inova Unicamp está com o cadastro aberto para mapear novas empresas de seu ecossistema. O cadastro é gratuito e abre a oportunidade para a empresa se integrar ao ecossistema empreendedor da Universidade. Acesse aqui: https://www.inova.unicamp.br/cadastro-filhas/.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado