Governadora do Ceará recebe cônsul-geral do Japão no Recife e reforça possibilidades de parcerias

A governadora do Ceará, Izolda Cela, recebeu, na tarde da quinta-feira (6), no Palácio da Abolição, o cônsul-geral do Japão no Recife, Hiroaki Sano. Foi a primeira visita do diplomata japonês ao Governo Ceará, desde que assumiu o Consulado em 2020.

O cônsul-geral estava acompanhado da professora da Universidade Estadual do Ceará (Uece), na área de língua japonesa, e presidente do Centro de Cultura e Língua Japonesa, Laura Tey Iwakami. Do Governo do Ceará participaram o secretário-executivo de Regionalização e Modernização, Célio Fernando Bezerra Melo, e o Assessor Executivo para Assuntos Internacionais, Felipe Barros Leal Rocha.

Durante o encontro, a governadora Izolda Cela destacou os investimentos que o Estado do Ceará vem realizando em áreas estratégicas como energias limpas, por meio do desenvolvimento de projetos ligados ao hidrogênio verde, e educação. E também destacou a ampliação das relações comerciais com o Japão. “Só no ano passado as exportações para o Japão cresceram 52%. E queremos ampliar essas parcerias, com atração de novos investimentos”.

A governadora destacou também que o Ceará está de portas abertas para novas parcerias e cooperações, especialmente nas áreas de educação, por meio de intercâmbios, e da atração de empresas do segmento de tecnologia, que são um destaque do país asiático.

Reações Ceará x Japão

Em 2021, o Ceará exportou cerca de US$ 9,3 milhões para o Japão, o que corresponde a um crescimento de 52% em comparação com o ano anterior. Cera de carnaúba e ceras vegetais, provenientes do município de Eusébio e Itarema; sucos e extratos vegetais; lagostas congeladas; calçados de borracha ou plásticos; ferro-silício; castanha de caju; suco de acerola; calçados de couro são os principais produtos exportados do Ceará para o Japão.

Já o Ceará importou em 2021 US$ 14 milhões em produtos do Japão, o que corresponde a um leve crescimento de 1% se comparado ao ano de 2020. Células solares em módulos ou painéis; teares para tecidos; tijolos refratários magnesianos ou à base de óxido de cromo; perfis de cobre foram os principais produtos que o Ceará importou do Japão.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado