Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Inteligência Artificial generativa pode aumentar PIB global em 7% ao ano

(Foto: Tara Winstead/Pexels)

Uma pesquisa realizada pelo Goldman Sachs mostrou que somente 3 em cada 10 trabalhadores dos Estados Unidos não terão suas rotinas afetadas pelos avanços da Inteligência Artificial generativa, uma tecnologia que pode gerar novos conteúdos. Cerca de 63% dos trabalhadores americanos terão parte do tempo liberado para atividades mais produtivas, enquanto apenas 7% estão em empregos em que pelo menos metade das tarefas pode ser automatizada e, portanto, são vulneráveis à substituição.

As estimativas do Goldman se baseiam numa análise de dados dos EUA e da Europa sobre as tarefas normalmente executadas em milhares de ocupações diferentes. Segundo os pesquisadores, a IA generativa poderia aumentar o PIB global em cerca de 7% ao ano num período de 10 anos. Além disso, em países em desenvolvimento, onde a parcela de trabalho manual é maior, estima-se que cerca de um quinto do trabalho possa ser substituído pela IA, o que representa cerca de 300 milhões de empregos em tempo integral nas grandes economias.

É importante ressaltar que os pesquisadores não previram que a IA seja adotada em tarefas mais delicadas, como tomar decisões judiciais, verificar as condições de pacientes em tratamento intensivo ou estudar leis tributárias internacionais. No entanto, a IA generativa já tem gerado controvérsias no campo artístico nos EUA, onde tem sido acusada de copiar em segundos os estilos que os artistas levaram anos para desenvolver. A batalha chegou aos tribunais.

Publicidade
conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado