Produção de etanol em Mato Grosso pode crescer 23% na safra 2023/24

Foto: Pexels

A produção de etanol em Mato Grosso deve apresentar um aumento significativo na safra 2023/24, conforme estimativas da BioindMT (Indústrias de Bioenergia de Mato Grosso). A expectativa é de que a produção atinja 5,3 bilhões de litros, representando um aumento de 23% em comparação à safra anterior, que gerou 4,3 bilhões de litros. O etanol é produzido a partir da cana-de-açúcar e do milho.

Mato Grosso está se consolidando como um dos principais produtores de etanol do país, ocupando a terceira posição no ranking dos maiores fabricantes, atrás apenas de São Paulo e Goiás. Há dez anos, a produção no estado superou a marca de 1 bilhão de litros, e o crescimento da última década deve-se, principalmente, ao aumento da produção de etanol de milho, que agora responde por aproximadamente 75% da produção estadual.

Embora a produção de etanol de cana-de-açúcar tenha se mantido próxima a 1 bilhão de litros desde a safra 2013/14, a produção de etanol de milho aumentou de zero para 3,2 bilhões de litros na safra 2022/23. Para a safra 2023/24, estima-se uma produção de 4,2 bilhões de litros. O setor deve anunciar, em breve, o início das operações de uma nova unidade produtiva em Primavera do Leste e a conclusão da ampliação de outra unidade em Nova Mutum.

A moagem de milho em Mato Grosso para a produção de etanol deve aumentar de 7,29 milhões de toneladas para 9,35 milhões de toneladas, enquanto a produção de cana-de-açúcar deve crescer de 15,9 milhões de toneladas para 16,6 milhões de toneladas.

Com o aumento na produção de etanol em Mato Grosso, o estado fortalece sua posição no mercado de biocombustíveis, que se torna cada vez mais relevante na transição para fontes de energia mais limpas e sustentáveis.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado