Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Ônibus movido a biometano é testado em Londrina em busca de transporte coletivo sustentável

(Foto: Thom Gonzalez/Pexels)

A partir da próxima segunda-feira (12), a Prefeitura de Londrina iniciará uma fase de testes com um ônibus movido a biometano, um combustível renovável produzido a partir de subprodutos da indústria do açúcar e do álcool. Essa ação é realizada em conjunto com a Scania, fabricante renomada de veículos industriais, e a Companhia Paranaense de Gás (Compagas). O objetivo é verificar a viabilidade da utilização desse tipo de veículo sustentável na frota de transporte público da cidade.

Essa iniciativa marca a primeira vez que um ônibus urbano é abastecido 100% com biometano. Marcelo Belinati, prefeito de Londrina, destacou a importância desta ação para a sustentabilidade da cidade, “O ônibus movido a biometano coloca Londrina em posição de destaque no país, sendo a primeira a demonstrar essa tecnologia no transporte coletivo urbano regular. Nosso objetivo é produzir biometano localmente, visando transformar nosso município na primeira cidade industrial sustentável do Brasil”.

Este projeto é a terceira ação de Londrina realizada pela Compagas e pela Scania neste ano. As primeiras demonstrações foram feitas na Região Metropolitana de Curitiba e na própria capital, confirmando a eficiência do uso de veículos movidos a gás natural veicular (GNV) em rotas de transporte complexas e longas, proporcionando autonomia e reduzindo a emissão de poluentes.

Publicidade

O biometano utilizado neste ônibus é gerado a partir da decomposição de matéria orgânica vegetal ou animal para produzir biogás. Após passar por um processo de purificação, o biogás se transforma em biometano, um gás que possui características semelhantes ao gás natural e uma alta concentração de metano em sua composição.

O modelo de ônibus utilizado no teste é o Padron K 280, fabricado pela Scania. Este veículo, que possui 14 metros de comprimento e capacidade para 86 passageiros, conta com um elevador para acessibilidade e espaço interno para cadeirantes.

A adoção de veículos movidos a biometano é um passo importante para a sustentabilidade urbana e coloca Londrina na vanguarda do transporte público sustentável no Brasil.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado