Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Rússia pode desistir de acordo sobre exportação de grãos no Mar Negro

Imagem: Pixabay

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, já havia alertado que o acordo que permitia a exportação de grãos no Mar Negro poderia chegar ao fim antes do prazo estipulado. Agora, a Rússia está considerando desistir oficialmente do acordo mediado pela Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a passagem segura de grãos na região.

Segundo Lavrov, a Rússia não precisa mais dos portos ucranianos para exportar amônia e, se a situação permanecer como está, o acordo não estará mais em vigor. Essa decisão ocorre após ameaças de Moscou de não estender o acordo além de 18 de julho, a menos que certas exigências, incluindo a remoção de obstáculos às exportações russas de grãos e fertilizantes, sejam atendidas.

A iniciativa de exportação do Mar Negro foi intermediada pelas Nações Unidas e Turquia em julho de 2022, com o objetivo de enfrentar a crise alimentar global agravada pela invasão russa da Ucrânia e pelo bloqueio dos portos ucranianos no Mar Negro. No entanto, até o momento, nenhuma carga de amônia foi embarcada sob a iniciativa.

Publicidade

De acordo com a embaixadora geral do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia, Olha Trofimtseva, a produtora russa de amônia Uralchem encontrou uma rota alternativa e não precisa mais exportar amônia via Odesa. Trofimtseva afirmou que há “99,9% de chance” de que a Rússia abandone o acordo em julho. Essa possível decisão terá implicações significativas nas operações de exportação de grãos na região do Mar Negro.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado