Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Fornecimento e Financiamento: Obstáculos dos megaleilões de energia

(Foto: Divulgação)

A capacidade da indústria fornecedora de equipamentos para a transmissão de energia elétrica surge como o principal obstáculo aos megaleilões do setor, agendados para este ano e o próximo, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Transmissão de Energia (Abrate).

O Brasil planeja leiloar, até meados de 2024, projetos de transmissão avaliados em R$ 56 bilhões em investimentos. Desse total, R$ 36 bilhões já foram anunciados em lotes para as duas licitações deste ano, com um adicional de R$ 20 bilhões previsto para o próximo ano.

Mario Miranda, presidente da associação das transmissoras, esclarece: “Em média, 70% da produção nacional de transformadores é destinada à exportação. Dos 30% restantes, a demanda é dividida entre fontes renováveis, a indústria e, finalmente, a transmissão”.

Publicidade

Empresas fabricantes de transformadores e reatores para projetos de transmissão de energia, tais como a WEG, Siemens e ABB, estão operando a plena capacidade, direcionando grande parte de sua produção para atividades concorrentes, como a geração de energia renovável, ou para a exportação.

Além da capacidade industrial, a Abrate identifica também possíveis dificuldades de financiamento para os projetos, principalmente em relação às emissões de debêntures de infraestrutura. Essa questão reflete um declínio geral no mercado de crédito, evidenciado por situações como a da Light, que entrou em recuperação judicial e iniciou um confronto com seus credores detentores de debêntures.

Os desafios apresentados indicam a necessidade de uma avaliação cuidadosa do impacto que a escassez de fornecimento de equipamentos poderá ter na execução dos projetos de transmissão, além de ressaltar a importância de estratégias eficazes para assegurar o financiamento necessário.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado