Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Sebrae/CE realiza I Seminário da Economia Negra do Ceará

Foto: Divulgação

No dia 25 de agosto, o Sebrae/CE, a Feira Negra de Fortaleza e o Governo do Ceará unem forças para promover o I Seminário da Economia Negra. Este evento gratuito, que ocorrerá no auditório do Sebrae/CE na Praia de Iracema, busca enriquecer o debate sobre empreendedorismo negro e sua influência econômica no estado.

Destacando a Importância do Evento

Com uma programação completa das 8h às 19 horas, o I Seminário da Economia Negra do Ceará representa um marco na discussão e avanço do empreendedorismo negro no estado. Reunindo renomados especialistas, a iniciativa tem como destaque a presença de Adriana Barbosa, fundadora da Feira Preta (SP), referência internacional no setor.

Publicidade

Ela irá apresentar a palestra Magna: “Economia Negra, passado, presente e novas perspectivas do afro empreendedorismo”. Além de Adriana, outras referências estaduais sobre o tema também estarão presentes compondo as três mesas de debates.

Conhecendo a Feira Negra de Fortaleza
A Feira Negra de Fortaleza, pioneira na valorização do afro empreendedorismo na capital cearense, é um coletivo que se dedica a criar visibilidade e espaços para empreendedores negros. A organização, que hoje abriga cerca de 40 afro empreendedores, recebeu o reconhecimento do estado do Ceará como Ponto de Cultura, consolidando seu papel na promoção da produção cultural das populações negras da cidade.

Desigualdades e Avanços no Afro empreendedorismo
Um estudo do Sebrae revela que, no Brasil, 52% dos donos de negócios são negros, com o Ceará liderando essa estatística com 70%. No entanto, persiste uma disparidade salarial significativa: em média, empreendedores negros ganham 32% a menos do que seus pares brancos. Para as empreendedoras negras, a diferença é ainda maior, evidenciando a necessidade de medidas para equidade econômica.

Participe e Saiba Mais

O I Seminário da Economia Negra do Ceará acontece no dia 25 de agosto, no auditório do Sebrae/CE, em Fortaleza.

O I Seminário da Economia Negra do Ceará reúne esforços para ampliar o debate sobre empreendedorismo negro, afroempreendedorismo e suas implicações econômicas. Com palestras inspiradoras e diálogos construtivos, o evento busca impulsionar a equidade e a valorização dos empreendedores negros, contribuindo para um cenário mais justo e próspero no estado.

Maioria
De acordo com estudo realizado pelo Sebrae a partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) do IBGE, relativa ao segundo trimestre de 2022, o Brasil possuía 29,9 milhões de donos de negócios. Deste total, 15,9 milhões são negros, o que corresponde a 52% do número de donos de negócios no país. O Ceará está acima da média nacional, com os negros respondendo por cerca de 70% dos donos de negócios do Estado.

Apesar de serem maioria no país, os empreendedores negros ainda possuem uma média de ganhos cerca de 32% menor do que os donos de negócios brancos. Enquanto os empresários brancos do sexo masculino têm média de ganhos mensais de R$ 3.231,00, os homens negros donos de negócio faturam em média R$ 2.188,00.

Esta disparidade ainda é maior se comparado à renda das empreendedoras negras. Segundo o estudo do Sebrae, a média mensal de ganhos das empreendedoras negras é de R$ 1.852,00. Já as mulheres brancas donas de negócios faturam em média R$ 2.706,00.

Serviço

I Seminário da Economia Negra do Ceará

Data: 25 de agosto

Hora: 8h às 19 horas

Local: Sebrae/CE- Av. Monsenhor Tabosa, 777, Praia de Iracema, em Fortaleza.

Acesse o link eletrônico https://www.sympla.com.br/evento/i-seminario-da-economia-negra-do-ceara/2097822?share_id=copiarlink para mais informações e inscrições gratuitas.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado