Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

“Doutor Catástrofe” prevê queda de 10% nas bolsas globais

Foto: World Economic Forum

“Doutor Catástrofe” é a alcunha do economista Nouriel Roubini, que ganhou destaque por prever a crise financeira de 2008. Roubini alerta sobre a possibilidade de uma queda significativa nas bolsas globais no segundo semestre deste ano, caso a economia apresente surpresas negativas. Uma queda dessa magnitude representaria uma reversão abrupta para os mercados, que tiveram um desempenho sólido no primeiro semestre, impulsionados pela expectativa de que as taxas de juros subiriam em breve e pelo otimismo em relação ao desempenho econômico global.

Roubini, presidente da Roubini Macro Associates, expressou suas preocupações durante uma entrevista à Bloomberg Television no Fórum Ambrosetti, em Cernobbio, Itália. Ele destacou que “uma correção de 10% não é totalmente improvável se a economia começar a desacelerar globalmente”. Isto é, se a inflação persistir em níveis elevados nos Estados Unidos, na Europa e no Reino Unido.

Embora o índice MSCI All-Country World tenha registrado um aumento de 13% este ano, com uma pequena queda em agosto devido às preocupações com a economia chinesa, o indicador começou a se recuperar nas últimas semanas. Roubini salientou que, se a economia global enfraquecer e houver risco de uma desaceleração significativa, os mercados podem ter se recuperado demais, o que poderia levar a uma correção no segundo semestre do ano.

No entanto, é importante notar que Roubini está atualmente menos pessimista em relação à economia global do que estava há seis meses. Ele reconhece que os riscos de uma desaceleração brusca diminuíram. No entanto, ainda há incertezas sobre se a economia global terá um pouso suave ou acidentado nos próximos meses.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado