Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Rio de Janeiro: taxas de ocupação disparam no feriado

Rio de Janeiro (RJ) - Feriados aumentam arrecadação de ISS no Rio.
Foto: Alexandre Macieira/Riotur

Uma pesquisa realizada pelo Sindicato Patronal dos Meios de Hospedagem da Cidade do Rio de Janeiro, conhecido como HotéisRIO, aponta uma taxa de ocupação média de 75,34% para o feriado prolongado da Independência, que começa em 7 de setembro. O estudo também destaca os bairros com as maiores taxas de ocupação hoteleira na cidade.

Os bairros de Ipanema e Leblon lideram a lista com uma taxa de ocupação impressionante de 83,94%, seguidos de Leme e Copacabana com 80,91% e Barra da Tijuca e São Conrado com 80,37%. Outros bairros que também apresentam uma taxa significativa incluem Flamengo e Botafogo com 64,15% e o centro da cidade com 57,55%.

O presidente do HotéisRIO, Alfredo Lopes, expressou otimismo quanto à possibilidade de a taxa de ocupação aumentar ainda mais, destacando que os viajantes nacionais costumam fazer reservas de última hora. Ele afirmou: “O mercado nacional faz reserva muito em cima da hora. Então, você pode ter um acréscimo ainda na ocupação”.

Publicidade

Alfredo Lopes observou que, após a queda causada pela pandemia de COVID-19, o setor hoteleiro experimentou uma boa recuperação desde o final do ano passado, impulsionada por eventos como o réveillon e o carnaval. Ele enfatizou que o turismo de lazer tem sido a principal força motriz dessa recuperação.

Em relação ao turismo corporativo, Lopes indicou que ele está começando a se recuperar no segundo semestre e se espera que esteja normalizado até o final do ano. Ele expressou confiança de que a ocupação estará completamente normalizada a partir do início do próximo ano.

Réveillon

As expectativas para o réveillon são altas, com Lopes prevendo uma taxa de ocupação de 100%. A prefeitura já elaborou planos e a empresa organizadora do evento foi selecionada. Ele acrescentou que a divulgação dos shows da virada do ano, em uma coletiva com o governador Cláudio Castro e o prefeito Eduardo Paes, será crucial para impulsionar as reservas nos hotéis.

Os principais visitantes do Rio de Janeiro no turismo doméstico incluem turistas de São Paulo, tanto da capital quanto do interior, e de Minas Gerais.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado