Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Itaú BBA recomenda ações da Hapvida após resultados positivos

(Foto: divulgação)

O Itaú BBA anunciou a eleição das ações da empresa de planos de saúde Hapvida como suas preferidas no setor de saúde, recomendando um desempenho acima da média do mercado, após a empresa apresentar sólidos resultados no segundo trimestre de 2023 (2T23).

O banco de investimentos Goldman Sachs aumentou a recomendação para as ações do plano de saúde no último dia 7, passando de neutro para compra.

Além disso, a instituição financeira aumentou o preço-alvo do papel de R$ 6 até o final de 2023 para R$ 7 até o final de 2024. Isso implica em um potencial de valorização de 57,6% em relação à cotação de fechamento da última segunda-feira (11), que estava em R$ 4,44.

Publicidade

Nesta terça-feira (12), na abertura do mercado, as ações da Hapvida, uma empresa do setor de saúde, registraram um aumento de 2,70%, chegando a ser cotadas a R$ 4,55 por volta das 11h, figurando entre as maiores altas do dia.

Apesar do desempenho menos favorável das ações ao longo do ano (-11%), analistas apontam que esse cenário é mais atribuído a fatores macroeconômicos do que a questões específicas da empresa. Atualmente, a Hapvida é negociada a um múltiplo Preço (P)/Lucro (L) descontado de 14 vezes em 2024 e 10 vezes em 2025 (considerando o valor presente líquido de benefícios fiscais relacionados à amortização de ágio).

Para analistas, essa situação representa uma oportunidade atrativa para investidores.

O BBA destaca que a Hapvida está focada em aprimorar sua lucratividade, implementando estratégias como o aumento de preços, ajustes na rede de provedores de serviços e uma abordagem mais conservadora em relação a novos clientes.

A instituição também projeta um aumento mais rápido do tíquete médio no segundo trimestre de 2023, incrementos contínuos nos preços ao longo da segunda metade do ano e uma postura otimista quanto aos salários das enfermeiras, fatores que impulsionarão revisões positivas na MLR (taxa de sinistralidade).

No terceiro trimestre de 2023, analistas apontam que a Hapvida está atualmente realizando ajustes em sua rede de provedores de serviços, transferindo credenciamentos de hospitais de terceiros para opções mais econômicas ou para sua própria rede.

Embora isso possa resultar em custos duplicados temporários, todos esses ajustes têm como objetivo aprimorar a lucratividade a longo prazo.

 

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado