Pesquisar
Close this search box.

Silvio Santos e a estratégia secreta para compra da TV Record

(Foto: Reprodução Internet)

Na metade da década de 70, uma reviravolta significativa estava prestes a ocorrer no mundo da mídia brasileira. Era um tempo em que Silvio Santos, já reconhecido como um apresentador e empresário de renome, sentia-se limitado por seu contrato com a Rede Globo, que o impedia de possuir seu próprio canal de comunicação. Entretanto, a trajetória para chegar a este ponto crucial tinha raízes que remontavam à década de 1950, com a contribuição fundamental de Paulo Machado de Carvalho.

Carvalho, uma figura empresarial notável da época, foi o cérebro por trás da criação de várias instituições midiáticas influentes, incluindo a Rede Record de Televisão e a Rádio Record. Seu legado foi de criar uma fundação sólida na qual o império de comunicação brasileira poderia prosperar.

Avançando para os anos 70, Silvio Santos já havia estabelecido uma excelente reputação, com programas de alta audiência transmitidos na Rede Globo. No entanto, alimentado por um desejo de expandir e ter um canal próprio, Silvio começou a elaborar uma estratégia secreta. Utilizando um “testa de ferro”, ele iniciou negociações para adquirir a TV Record, uma jogada ousada que foi mantida em segredo absoluto.

Após quatro anos de manobras estratégicas, em maio de 1976, Silvio Santos emergiu como o novo sócio majoritário da TV Record, uma revelação que só veio à tona após o encerramento de seu contrato com a Globo. Foi um momento de despertar, não apenas para a família Marinho, que controlava a Globo, mas também para Carvalho, que agora percebia a amplitude do legado que havia iniciado. A aquisição marcou um ponto de virada na mídia brasileira, com Silvio Santos no centro do novo capítulo de inovação e crescimento.

Veja matéria no link:

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado