Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Inclusão pelo esporte pode ser medida estratégica também para os negócios

(Foto: Divulgação/SESC)

O Sesc Ceará, em parceria com a Associação D’Eficiência Superando Limites (Adesul), realiza a primeira edição dos Jogos Paradesportivos, reunindo 929 participantes em 20 modalidades, entre competição e vivências, a partir de 14 de setembro. Para Arquimedes Pinheiro, gerente do Programa Lazer do Sesc Ceará, essa iniciativa vai além do calendário esportivo, buscando elevar a autoestima dos jovens com deficiência, melhorar a aptidão física e promover independência e autoconfiança para atividades diárias.

“O evento visa desenvolver a autoestima dos jovens com deficiência por meio do esporte, reconhecendo suas possibilidades e potencialidades, além de proporcionar melhoria geral da aptidão física, grandes ganhos da independência e autoconfiança para a realização de atividades diárias”, argumenta Arquimedes.

Os números do IBGE destacam a urgência dessa ação, com 12 milhões de pessoas com deficiência fora do mercado de trabalho em 2022. Participar de atividades esportivas inclusivas desenvolve habilidades valiosas, como trabalho em equipe, resiliência e liderança, fundamentais no ambiente profissional. A confiança adquirida pelo esporte impulsiona a produtividade, tornando a inclusão no esporte uma estratégia inteligente para promover a igualdade e prosperidade na sociedade e no trabalho.

Publicidade

“A confiança adquirida por meio do esporte pode impulsionar também a produtividade, contribuindo para uma força de trabalho mais diversificada e eficaz. Portanto, a inclusão no esporte não é apenas uma questão de justiça social, mas também uma estratégia inteligente para promover a igualdade e a prosperidade em nossa sociedade e até no âmbito do trabalho”, conclui o gerente Arquimedes Pinheiro.

O Evento

Os Jogos Paradesportivos Sesc Ceará ocorrerão de 14 a 21 de setembro em diversas localidades, incluindo basquete em cadeira de rodas, goalball, esgrima paralímpico, xadrez adaptado, paranatação e paracanoagem, entre outros. O evento apresenta dois formatos: competição, com premiação para os três primeiros colocados, e vivência, com participação de pessoas com e sem deficiência na mesma modalidade, enfatizando a experiência recreativa e o conhecimento das práticas esportivas.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado