Consumidores planejam gastos na Black Friday

(Imagem: Gonghuimi/Pixabay)

Os consumidores brasileiros estão prontos para fazer da Black Friday deste ano um evento de grandes gastos, conforme aponta um levantamento realizado pela Méliuz. Segundo a pesquisa, que ouviu mil usuários da plataforma, 17% planejam investir entre R$ 1 mil e R$ 3 mil, enquanto 14,2% têm a intenção de desembolsar mais de R$ 3 mil em compras. Além disso, 11,9% estão dispostos a investir entre R$ 500 e R$ 1 mil.

Essas projeções representam um impulso significativo para o setor varejista, que enfrentou um declínio de 23% no faturamento da data no ano passado. A pesquisa também revelou um aumento de 4% na porcentagem de consumidores ansiosos para aproveitar as ofertas, atingindo a marca de 95,2%.

Dentre os produtos mais cobiçados na Black Friday, destacam-se eletrônicos (49,2%), eletrodomésticos (44,8%), roupas (30,8%), acessórios e calçados (27,7%), perfumes e cosméticos (21,5%), móveis e decorações (16,3%), livros (15,4%), alimentos e bebidas (14,8%), viagens (11,3%) e jogos (9,5%).

O canal de compra também está definido: 98% dos participantes planejam efetuar suas aquisições online, valorizando fatores como preço competitivo e conveniência.

Embora a data esteja a mais de dois meses de distância, 39,2% dos entrevistados já deram início à busca por preços. Além disso, 20,4% pretendem começar suas pesquisas um mês antes.

Esse comportamento antecipatório reflete o que foi observado em 2022. De acordo com a pesquisa da Ebit/Nielsen, enquanto as vendas na semana da Black Friday apresentaram queda no ano passado, o período de “esquenta”, entre outubro e novembro, registrou um crescimento de 8% em relação a 2021.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado