Incerteza eleitoral impulsiona dólar na Argentina

Foto: Pixbay

No último dia 4, o mercado paralelo de câmbio na Argentina testemunhou uma valorização significativa do dólar, refletindo o aumento das tensões políticas a pouco mais de duas semanas das eleições presidenciais. O dólar blue, amplamente reconhecido nos negócios informais, registrou um aumento de 33 pesos argentinos, atingindo a marca de 843 pesos argentinos no encerramento da sessão, de acordo com dados do jornal Ámbito Finaciero. Durante o dia, a moeda americana alcançou um pico de 850 pesos, estabelecendo assim um novo recorde nominal.

Essa valorização está intrinsecamente ligada às incertezas que cercam o pleito marcado para o próximo dia 22. Em agosto, o candidato  Javier Milei surpreendeu ao conquistar o primeiro lugar nas primárias. Suas propostas, que incluem a extinção do Banco Central argentino e a dolarização da economia, foram consideradas inviáveis por muitos economistas.

Entretanto, uma pesquisa recente indicou que o atual ministro da Economia, Sergio Massa, lidera as intenções de voto. Esta reviravolta gerou preocupações entre os investidores, que temem a manutenção da política fiscal expansionista adotada pelo presidente Alberto Fernández, enquanto analistas defendem a implementação de ajustes fiscais para estabilizar a economia do país.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado