Relator da LDO avalia emenda para custear viagens de Ministros

Foto: Câmara dos Deputados/Divulgação

Na terça-feira (21), o relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), deputado Danilo Forte (União Brasil-CE), declarou a intenção de acatar uma emenda apresentada pelo líder do governo no Congresso. O objetivo é que o dinheiro público seja usado para custear passagens aéreas de ministros. A proposta visa cobrir despesas de viagens entre Brasília e as cidades de residência dos ministros, especialmente quando relacionadas às bases eleitorais. O projeto da LDO está previsto para votação nas próximas semanas.

Danilo Forte considera o pedido do governo como “justo” e expressou a intenção de acolher a demanda. Atualmente, ministros podem solicitar voos da Força Aérea Brasileira (FAB) em atividades oficiais. O deputado destacou que os ministros ganham R$ 41,6 mil mensais, com previsão de aumento para R$ 44 mil em 2024.

A emenda proposta permite o pagamento de passagens aéreas entre Brasília e a residência de origem de membros do Legislativo. Além disso, inclui ministros do Supremo Tribunal Federal e ministros de Estado. Além disso, abrange diárias e passagens para servidores e colaboradores do Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público da União e Defensoria Pública da União, condicionadas ao interesse público. O debate sobre a justiça e viabilidade da proposta está em destaque.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado