Embraer divulga projeções de receita e entregas recordes

Embraer
Aeronave Embraer E175. Foto: Divulgação Embraer

A Embraer (EMBR3) revelou as projeções financeiras para o ano de 2023. A expectativa de alcançar uma receita líquida entre US$ 5,2 bilhões e US$ 5,7 bilhões, ou seja, um aumento em relação aos R$ 4,540 bilhões registrados em 2022.

Além disso, a empresa almeja uma margem EBITDA (lucro antes de impostos) entre 6,4% e 7,4%. A margem é ao longo do ano de 2023. A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida/EBITDA, está prevista para encerrar o ano de 2023 em 1,5 vez, o que significa uma redução de 0,6 ponto percentual em comparação com o final de 2022, conforme as projeções da Embraer.

Outro ponto relevante é a estimativa de um fluxo de caixa livre ajustado (FCF). O valor é de pelo menos US$ 150 milhões, demonstrando a saúde financeira da empresa. Atualmente, a Embraer já entregou mais de 1.700 jatos executivos em mais de 70 países, com uma carteira de pedidos na aviação executiva avaliada em cerca de US$ 4,3 bilhões.

Projeções para 2024

Olhando para o futuro, a Embraer projeta um cenário otimista para 2024. A empresa planeja alcançar um recorde de entregas do avião agrícola Ipanema, impulsionada pelo sólido desempenho do setor agrícola em 2023. A meta é entregar 70 unidades do Ipanema em 2024.

Portanto, a meta é superar as 65 entregues no ano anterior e estabelecendo um novo recorde, superando a marca anterior de 67 aviões do modelo alcançada em 2011. A Embraer vende cada unidade do Ipanema a um preço de tabela de 3,6 milhões de reais. A empresa produziu e entregou 1.600 unidades da aeronave ao longo de cinco décadas de forma ininterrupta.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado