Facebook: 20 anos de transformações

Facebook
Foto: Solen Feyissa/Unsplash

Desde o lançamento como “The Facebook” por Mark Zuckerberg e amigos em moradias estudantis há duas décadas, a plataforma passou por inúmeras transformações. Entretanto, o propósito central de conectar pessoas online e lucrar com publicidade permaneceu inalterado. À medida que o Facebook completa 20 anos, exploramos quatro maneiras impactantes pelas quais a rede social mudou o mundo.

1. Revolucionando as Redes Sociais

Em 2004, o Facebook foi lançado e, em questão de meses, superou outras redes sociais existentes, como o MySpace. O rápido crescimento, impulsionado por inovações como a capacidade de “marcar” amigos em fotos, cativou o público. Portanto, em 2012, o Facebook atingiu a marca de 1 bilhão de usuários mensais e continua a expandir a base de usuários, com 2,11 bilhões de usuários ativos diários até o final de 2023. Embora a popularidade entre os jovens tenha diminuído, o Facebook permanece como a principal rede social global.

2. Monetização de Dados Pessoais

O Facebook demonstrou a lucratividade da coleta de dados pessoais, tornando-se um gigante da publicidade. A Meta, a empresa controladora, gerou quase US$ 40 bilhões em receita no último trimestre de 2023. No entanto, o Facebook também enfrentou controvérsias relacionadas à privacidade, incluindo o escândalo da Cambridge Analytica e multas por uso indevido de dados pessoais na União Europeia e Irlanda.

3. Facebook na Política

O Facebook se tornou uma plataforma fundamental para campanhas políticas em todo o mundo, permitindo anúncios direcionados e a mobilização de grupos diversos de usuários para ações políticas. Entretanto, também enfrentou críticas pelo papel na incitação à violência offline. Por exemplo: à crise Rohingya em Mianmar em 2018.

4. Ascensão da Meta

Com o sucesso do Facebook, Mark Zuckerberg expandiu o império tecnológico, adquirindo empresas como WhatsApp, Instagram e Oculus. A Meta, anteriormente conhecida como Facebook, agora abrange mais de 3 bilhões de pessoas que usam os produtos diariamente. A empresa também foi acusada de copiar recursos de concorrentes para manter a dominação, enfrentando desafios regulatórios, como a venda forçada do serviço Giphy no Reino Unido em 2022.

O Futuro da Meta:

A Meta está direcionando os esforços para construir o Metaverso com foco em inteligência artificial, afastando-se das origens do Facebook. Enfrentando uma concorrência crescente e regulamentações mais rigorosas, os próximos 20 anos representam um desafio para a empresa, enquanto busca manter a posição como a rede social mais popular do mundo.

O Facebook, agora Meta, é um exemplo de como a tecnologia pode influenciar a sociedade, ao mesmo tempo em que enfrenta desafios contínuos em um cenário competitivo e regulatório em constante evolução. O futuro promete ser tão intrigante quanto as duas décadas de história.

 

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado