Pesquisar
Close this search box.

Entenda o “chronoworking”: técnica que aumenta produtividade

Flexibilizando horários para melhorar produtividade. (Foto: Windows/Unsplash)
Flexibilizando horários para melhorar produtividade. (Foto: Windows/Unsplash)

O conceito de chronoworking, que sugere a adaptação das horas de trabalho ao ritmo biológico dos funcionários, ganha destaque em um mundo pós-pandemia que valoriza a flexibilidade laboral. Pensado pela jornalista Ellen C Scott, essa abordagem busca alinhar as tarefas diárias aos cronotipos individuais, ou seja, os padrões naturais de sono e vigília de cada pessoa.

Ritmo biológico: entendendo os cronotipos

Michael Breus, psicólogo clínico e especialista em sono, categoriza os cronotipos em quatro tipos principais, que determinam os períodos de maior produtividade de cada indivíduo. Embora a maioria das pessoas (55%) sejam mais produtivas no meio do dia, existem aqueles que têm picos de energia pela manhã, à noite, ou possuem um ritmo mais variável.

A realidade da jornada tradicional

Apesar da diversidade de cronotipos, a jornada de trabalho tradicional ainda prevalece, obrigando muitos a operar fora de seus horários de pico de energia, isto é, seus ritmos biológicos. Pesquisas indicam que a rigidez dos horários convencionais pode impactar negativamente o desempenho e o bem-estar dos trabalhadores, levando a estratégias como sonecas diurnas e consumo excessivo de cafeína para manter a produtividade.

Vantagens do chronoworking

A implementação do chronoworking oferece benefícios tanto para os empregados quanto para os empregadores. Ao permitir que os funcionários trabalhem em seus horários mais produtivos, observa-se um aumento no desempenho e na satisfação no trabalho, o que pode contribuir para a retenção de talentos. Dirk Buyens, da Vlerick Business School, destaca que a flexibilidade proporcionada pelo chronoworking é especialmente apreciada pelas novas gerações de trabalhadores.

Desafios e soluções

Apesar dos benefícios, o chronoworking apresenta desafios logísticos, como a necessidade de coordenar horários para reuniões e projetos em equipe. Algumas empresas, como a Flexa, estabelecem um período de horas centrais em que todos devem estar disponíveis, enquanto outras utilizam tecnologias para facilitar a comunicação assíncrona.

O chronoworking emerge como uma abordagem inovadora que respeita os ritmos biológicos individuais e promove um ambiente de trabalho mais produtivo e satisfatório. Adaptar as práticas de trabalho aos ritmos biológicos pode ser a chave para extrair o melhor desempenho dos funcionários, enquanto se atende às suas necessidades e preferências pessoais.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado