Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Google pausa geração de imagens por IA; entenda o problema

Problemas com precisão histórica causam suspensão. (Foto: Divulgação/Pixabay)
Problemas com precisão histórica causam suspensão. (Foto: Divulgação/Pixabay)

Na última quinta-feira (22), o Google anunciou a pausa na geração de imagens por IA, função de seu assistente de inteligência artificial, Gemini, após reconhecer a criação de conteúdo histórico impreciso. A empresa afirmou que está trabalhando para corrigir o problema e planeja relançar uma versão aprimorada em breve.

Erros históricos levam à suspensão

A decisão de suspender temporariamente a geração de imagens por IA veio após usuários nas redes sociais destacarem erros em imagens geradas pela IA, incluindo representações inapropriadas e incorretas. Especificamente, uma imagem solicitada para representar soldados alemães de 1943 mostrou combatentes negros e asiáticos com um símbolo semelhante a uma suástica, um erro histórico significativo que levou a empresa a agir.

Gemini e a competição com ChatGPT

Desde o lançamento do ChatGPT pela OpenAI em novembro de 2022, o Google tem intensificado seus esforços para competir no espaço da IA generativa. O chatbot Bard do Google, agora conhecido como Gemini, foi lançado em um esforço para rivalizar, mas enfrentou críticas por compartilhar informações imprecisas em um vídeo promocional, o que impactou negativamente as ações da empresa.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Planos de assinatura e renomeação

No início deste mês, o Google renomeou o Bard para Gemini, introduzindo planos de assinatura pagos para oferecer recursos de raciocínio aprimorados do modelo de IA. Essa mudança visa melhorar a funcionalidade e precisão do assistente de IA em resposta às necessidades dos usuários.

Outras imagens imprecisas e ações futuras

Outros exemplos de imprecisões na geração de imagens por IA incluem a representação de um “senador dos EUA de 1800” como uma mulher negra, apesar da primeira senadora mulher nos EUA, que era branca, assumir o cargo apenas em 1922. Esses erros levantaram questões sobre o algoritmo de geração de imagens. O Google agora promete melhorar a capacidade do Gemini de gerar imagens de pessoas com precisão histórica e notificar os usuários sobre atualizações futuras.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado