Pesquisar
Close this search box.

Maré alta: Bitcoin alcança US$ 57 Mil com demanda por ETFs

Primeira alta desde 2021 impulsionada por ETFs e compras institucionais. (Foto: André François McKenzie/Unsplash)
Primeira alta desde 2021 impulsionada por ETFs e compras institucionais. (Foto: André François McKenzie/Unsplash)

O bitcoin (BTC) registrou uma expressiva alta, atingindo US$ 57.000, um patamar não visto desde o final de 2021. Este movimento foi amplamente impulsionado pela demanda crescente por fundos de índice (ETFs) e compras significativas por parte da investidora MicroStrategy. A valorização chegou a 4,4%, com o ativo digital atingindo brevemente US$ 57.039, antes de se estabilizar em US$ 56.458.

Desde o início do ano, o preço do bitcoin observou um aumento de 33%, sustentando um rali que também beneficiou outras criptomoedas, como ethereum e dogecoin. A entrada de US$ 5,6 bilhões em ETFs de bitcoin, que começaram a operar nos Estados Unidos em 11 de janeiro, é um claro indicativo da crescente demanda pelo token.

MicroStrategy amplia investimento em bitcoin

A MicroStrategy, uma das principais investidoras institucionais em bitcoin, adicionou recentemente três mil unidades do ativo digital ao seu portfólio, investindo um total de US$ 169,8 milhões. Com isso, o valor das criptomoedas detidas pela empresa ultrapassou os US$ 10 bilhões, reforçando a confiança no mercado de ativos digitais.

Liquidação de posições vendidas contribui para Alta

Um fator chave para a recente valorização do bitcoin foi a liquidação de posições vendidas (short), que desencadeou um movimento de short squeeze. Isso resultou na liquidação de aproximadamente US$ 189,27 milhões em posições vendidas, forçando os investidores a fechar suas apostas contra o bitcoin e a comprar o ativo, impulsionando ainda mais seu preço.

Mercado de criptomoedas mostra fortalecimento

O valor total do mercado de criptomoedas atingiu cerca de US$ 2,2 trilhões, segundo a CoinGecko, um aumento significativo em relação aos US$ 820 bilhões registrados durante o mercado baixista de 2022. Esse fortalecimento ocorre mesmo com expectativas de uma política monetária mais restritiva por parte dos Estados Unidos, o que tem sido evidenciado pelo aumento dos rendimentos do Tesouro americano.

Performance superior do Bitcoin atrai investidores

O bitcoin tem mostrado uma performance superior a ativos tradicionais, como ações e ouro, este ano. A relação entre o preço do bitcoin e o metal precioso está no maior nível observado em mais de dois anos, refletindo o crescente interesse dos investidores por ativos digitais. Este otimismo também se refletiu nas bolsas de valores, com ações de empresas ligadas a criptomoedas, como a MicroStrategy, Coinbase Global e Marathon Digital Holdings, registrando significativas altas.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado