Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Palestina ou Jerusalém? Apple pede desculpas por ‘bug’ em emoji

Emoji no iPhone causa polêmica. (Foto: Laurenz Heymann/Unsplash)
Emoji no iPhone causa polêmica. (Foto: Laurenz Heymann/Unsplash)

A apresentadora de televisão britânica Rachel Riley foi a primeira a notar e denunciar publicamente que, ao digitar “Jerusalém” nos teclados do iPhone, o emoji da bandeira palestina era indevidamente sugerido. Isso ocorreu após uma recente atualização do sistema operacional da Apple. Riley expressou sua preocupação em uma postagem na plataforma X, questionando a Apple sobre esse comportamento específico do teclado, que não ocorria com outras capitais.

Acusação de preconceito e resposta da Apple

O incidente gerou acusações de preconceito anti-Israel, intensificando o debate sobre a reivindicação de Jerusalém como capital. Em resposta, a Apple atribuiu rapidamente a sugestão do emoji a um erro de software, prometendo que uma correção seria implementada na próxima atualização do sistema operacional iOS.

Emoji do iPhone: compromisso com a correção

A gigante de tecnologia se comprometeu a resolver esse problema, garantindo que o teclado do iPhone não oferecerá mais a bandeira palestina como sugestão ao digitar “Jerusalém”. A empresa reforçou que essa sugestão não foi intencional e reiterou seu compromisso em manter um ambiente neutro e justo em seus produtos.

conteúdo patrocinado

Problemas técnicos anteriores no teclado do iOS

Esse não é o primeiro problema técnico relacionado aos teclados de emoji do iOS. Usuários relataram anteriormente várias falhas, como o teclado voltando ao início da lista de emojis involuntariamente e problemas na seleção de emojis preditivos. Esses problemas recorrentes indicam desafios técnicos contínuos que a Apple enfrenta com as funcionalidades do teclado em seus dispositivos.

Outros problemas e soluções no teclado

Adicionalmente, houve problemas no teclado do Messenger no iPhone 14 Pro com iOS 16.6, onde o teclado fechava abruptamente após a seleção de emojis. A Apple também reconheceu esse problema e anunciou que uma correção está a caminho, demonstrando a atenção da empresa para com a estabilidade e a usabilidade do iOS.

Problemas no passado

Isso não é a primeira vez que empresas de tecnologia passam por desastrosos problemas técnicos. Em 2010, por exemplo, a Apple teve que lidar com o “Antennagate”, onde usuários do iPhone 4 relataram perda de sinal ao segurar o aparelho de certa maneira. A empresa respondeu oferecendo capas gratuitas para mitigar o problema. A Samsung enfrentou seu próprio pesadelo tecnológico em 2016 com o Galaxy Note 7, cujas baterias superaqueciam e causavam incêndios, resultando em um recall global e descontinuação do produto. Em 2020, usuários do Google Pixel 5 relataram problemas com o sistema de toque na tela, que o Google teve que corrigir através de atualizações de software.

Leia mais:

Samsung ultrapassa Apple e vira a maior fabricante de smartphones

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado