Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Investimentos em energia solar atingem R$ 8 Bi no Brasil

Investimento em energia solar. (Foto: Bill Mead/Unsplash)
Investimento em energia solar. (Foto: Bill Mead/Unsplash)

O mercado de energia solar no Brasil alcançou um novo marco entre janeiro e março de 2024, com investimentos chegando a R$ 8 bilhões. Esse avanço foi impulsionado por uma adesão massiva de consumidores às instalações solares, motivados pela busca de fontes energéticas renováveis e redução de custos com energia.

Adoção acelerada por consumidores

Segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), cerca de 200 mil novos consumidores optaram por sistemas fotovoltaicos no primeiro trimestre. Isso representa um aumento na capacidade operacional, com cerca de 2 gigawatts adicionados em telhados, fachadas e terrenos pelo país.

Investimento em energia solar: impacto econômico e empregatício

A adoção de energia solar não só promove sustentabilidade, mas também gera empregos. Cerca de 60 mil posições de trabalho diretas e indiretas foram criadas pelas novas instalações, que totalizaram aproximadamente 100 mil novas conexões. Estes números refletem o impacto significativo da energia solar nas economias locais e na dinâmica do mercado de trabalho.

conteúdo patrocinado

Incentivos e facilidades no financiamento

A queda de 40% no custo de instalação dos sistemas solares, conforme apontado por Rodolfo Meyer, CEO do Portal Solar, tem facilitado o acesso a essa tecnologia. Além disso, a recente redução na taxa de juros tem permitido que mais brasileiros financiem a instalação de painéis solares, potencializando a expansão do setor.

Movimento nos condomínios e financiamentos sustentáveis

Condomínios em todo o Brasil estão adotando energia solar para reduzir custos e impactos ambientais. Em 2023, a fintech CondoConta observou que R$ 7 milhões em créditos foram solicitados com fins sustentáveis, mostrando um claro interesse do setor imobiliário em aderir a práticas mais verdes.

“Além de favorecer o meio ambiente, sabemos que a instalação de placas solares favorece a economia em longo prazo, que acaba pagando o investimento. Um de nossos principais objetivos com o CondoConta é facilitar a tomada de crédito para melhorias e possibilitar a economia dentro dos condomínios”, pontua Rodrigo Della Rocca, CEO da fintech.

Comparativo internacional: liderança da China

Enquanto isso, a China continua a expandir sua liderança global na produção de painéis solares. Em 2023, o país produziu 216,9 gigawatts em painéis, mais do que qualquer outro país e bem à frente dos Estados Unidos, o segundo maior produtor com 172,2 gigawatts.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado