Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Biomm planeja fabricar biossimilar do Ozempic em MG

(Foto: Divulgação)

A Biomm, destacando-se no setor farmacêutico pela sua inovação, planeja expandir seu portfólio com o biossimilar de Ozempic, que é utilizado no tratamento do diabetes e obesidade. Atualmente, o medicamento é protegido por patente da Novo Nordisk, prevista para expirar no último trimestre de 2026. Coincidindo com o fim desta proteção patentária, a Biomm, em parceria com a empresa indiana Biocon, iniciará a produção do biossimilar.

Investimentos e Parcerias

Como parte do seu plano de expansão, a Biomm já anunciou um acordo significativo com a empresa indiana Biocon. Esta colaboração é estratégica para o desenvolvimento e a produção do medicamento, posicionando a Biomm como um player competitivo no mercado global.

Mercado Alvo

O biossimilar de Ozempic, cujo princípio ativo é a semaglutida, é utilizado no tratamento de diabetes e obesidade, duas condições de saúde crescentes globalmente. A previsão é que o número de adultos com diabetes no Brasil salte para 23 milhões até 2045, ampliando a necessidade de tratamentos eficazes e acessíveis.

conteúdo patrocinado

Impacto nas Ações da Empresa

A notícia do desenvolvimento do biossimilar de Ozempic já teve um impacto positivo nas ações da Biomm, com um aumento de mais de 30% nos últimos dias. Esse aumento reflete a confiança do mercado na capacidade da Biomm de inovar e expandir seu alcance no setor de saúde.

Foco no Futuro

A introdução do biossimilar de Ozempic é mais um passo da Biomm para se consolidar como um laboratório de referência mundial em produtos de alta complexidade. A empresa está posicionada para ser uma das poucas fabricantes a oferecer uma alternativa acessível a um tratamento vital para milhões de pessoas afetadas por diabetes e obesidade ao redor do mundo.

A iniciativa da Biomm em desenvolver biossimilares como o de Ozempic demonstra seu compromisso com a inovação e a saúde pública, preparando o terreno para um futuro onde medicamentos essenciais são mais acessíveis a todos.

Investimento

A Biomm anunciou um investimento de R$ 800 milhões em uma nova unidade industrial, marcando uma expansão significativa no setor farmacêutico brasileiro. Este investimento eleva a posição da empresa no complexo industrial do país.

Em 6 de fevereiro, a empresa revelou um aumento de capital de R$ 271 milhões, liderado pelo Banco Master. Destes, R$ 150 milhões foram diretamente estruturados pelo banco. Complementarmente, a Cedro Participações aportou aproximadamente R$ 80 milhões para manter sua participação de 8% na empresa. Os fundadores Walfrido Mares Guia, Marcos Mares Guia, André Emrich e Italo Betane, que juntos detêm 24% do capital, e outros investidores existentes como a gestora de private equity TMG (8%), o BNDES (6%) e a XP (3%), também contribuíram para o aumento.

Como resultado desse reforço financeiro, as ações da Biomm apresentaram uma expressiva valorização de 218% desde o anúncio, subindo de R$ 5,15 para R$ 16,39 ao término do pregão recente na B3. Este aumento reflete a confiança do mercado na capacidade de crescimento e inovação da empresa.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado