Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Biden aumenta imposto do carro elétrico chinês para 102,5%

(Foto: Karolina Grabowska/Pexels)

O presidente Joe Biden anunciou que os impostos sobre veículos elétricos (VE) importados da China serão aumentados de 27,5% para uma nova taxa final de 102,5%. O aumento expressivo dos impostos sobre o carro elétrico chinês parte de um esforço mais amplo para fortalecer a indústria automotiva doméstica e reduzir a dependência de importações chinesas.

Além do carro elétrico chinês, os impostos sobre certos aços e alumínios da China, que atualmente estão sujeitas a uma tarifa de 0% ou 7,5%, subirão para 25%. Estas medidas visam proteger e promover a produção interna de materiais essenciais para a infraestrutura e a indústria dos Estados Unidos.

Aumento das Tarifas

As novas tarifas são parte de uma estratégia abrangente de Biden para enfrentar o comércio desleal e práticas econômicas injustas por parte da China. A Representante de Comércio dos EUA, Katherine Tai, destacou que as tarifas adicionais buscam interromper atos prejudiciais de transferência de tecnologia e roubos cibernéticos por parte da República Popular da China (RPC).

conteúdo patrocinado

Os aumentos tarifários são escalonados para entrar em vigor de 2024 a 2026, com algumas das tarifas mais altas, como a sobre os veículos elétricos, já entrando em vigor este ano. Este movimento tem como objetivo nivelar o campo de jogo para a indústria automotiva dos EUA e estimular a produção doméstica de veículos elétricos.

Repercussões e Reações

A China, através de seu Ministério do Comércio, expressou forte oposição às novas tarifas, classificando-as como “manipulação política”. Pequim instou a administração Biden a cancelar os aumentos e a corrigir o que chamou de “atos errados”. A possibilidade de retaliação chinesa permanece incerta, mas o impacto sobre as relações comerciais entre os dois países pode ser significativo.

“Esperamos não ver uma resposta significativa da China — mas isso é sempre uma possibilidade,” afirmou a Secretária do Tesouro, Janet Yellen, em entrevista à Bloomberg Television na segunda-feira (13).

Tarifas Sobre Aço e Alumínio

Além dos veículos elétricos, as tarifas sobre aço e alumínio importados da China sofrerão aumentos substanciais. Os aços e alumínios, atualmente com tarifas de 0% ou 7,5%, terão suas taxas elevadas para 25% até o final deste ano. Esta ação visa proteger as indústrias de metais dos EUA e reduzir a inundação do mercado com produtos subvalorizados.

Medidas Complementares

A administração Biden está buscando conciliar esses novos aumentos tarifários com investimentos domésticos através da Lei de Infraestrutura Bipartidária e da Lei de Chips e Ciência.

“As mudanças buscam fortalecer as capacidades de produção dos EUA e garantir que as indústrias críticas possam competir de maneira justa no mercado global”, disse o porta-voz do governo.

Anúncio Oficial

Biden anunciou oficialmente as novas tarifas nesta terça-feira (14/05) em um evento no Rose Garden da Casa Branca. Autoridades afirmam que as medidas são necessárias para enfrentar as práticas desleais de comércio da China e proteger os interesses econômicos dos Estados Unidos.

O impacto dessas mudanças será monitorado de perto, e a administração está preparada para ajustar as políticas conforme necessário para mitigar quaisquer efeitos negativos sobre os consumidores e a economia dos EUA.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado