Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Financiamento do agronegócio atinge R$ 1 trilhão em abril

Crescimento de 22% em relação a 2023, mostra relatório

Financiamento do agronegócio atinge R$ 1 trilhão em abril
(Foto: James Baltz/Unsplash).

Em abril deste ano, o total dos principais instrumentos de financiamento privado do agronegócio ultrapassou a marca de R$ 1 trilhão, atingindo R$ 1,006 trilhão. Esse valor é 22% maior do que o registrado no mesmo período do ano anterior, quando o montante era de R$ 775,69 bilhões. O Boletim de Finanças Privadas do Agro do Ministério da Agricultura publicou esses dados, compilando informações da B3, Cerc, CRDC, CVM e Anbima.

Instrumentos de financiamento

A soma total inclui as carteiras ativas de Cédulas de Produto Rural (CPR), Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio (CDCA), Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA) e Fundos de Investimentos nas Cadeias Produtivas do Agronegócio (Fiagro) até o final de abril de 2024.

 

Liderança das LCAs e CPRs

As LCAs e as CPRs continuam a liderar o fomento privado ao setor agropecuário brasileiro. Em abril deste ano, o estoque de LCAs alcançou R$ 469,01 bilhões, mostrando um aumento de 20% comparado aos R$ 390,12 bilhões do mesmo mês de 2023. Deste total, pelo menos R$ 234,5 bilhões devem financiar atividades rurais, seguindo a regra de reaplicação de 50% das captações da safra 2023/24.

Recursos do Plano Safra

As LCAs se mostraram a principal fonte de recursos desembolsados até abril no Plano Safra 2023/24. Produtores acessaram mais de R$ 147 bilhões dessas captações, quase metade do valor total no período. Os produtores obtêm esses recursos a juros livres, sem subsídios diretos ou subvenção nas taxas.

Distribuição dos recursos

Bancos públicos liberaram cerca de 57% dos valores do financiamento do agronegócio, enquanto instituições financeiras privadas e cooperativas de crédito liberaram 34% e 9%, respectivamente.

O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, sublinha a necessidade de reforçar o orçamento para equalização de juros e para ações de política agrícola, como o apoio à comercialização. Esse reforço é crucial especialmente diante das restrições orçamentárias e das medidas de reconstrução no Rio Grande do Sul, afetado por chuvas e inundações.

Evolução de outros títulos

Além disso, os estoques de CPRs apresentaram um aumento de 39%, chegando a R$ 332,3 bilhões. Ao mesmo tempo, a emissão de CRAs cresceu 33%, totalizando R$ 138,3 bilhões. Adicionalmente, o patrimônio líquido dos Fiagros cresceu 174% em 12 meses, passando de R$ 12,8 bilhões em abril de 2023 para R$ 35 bilhões em abril deste ano. Por fim, os Fiagros Imobiliários representam 47% desse patrimônio, seguidos pelos fundos de participações (44%) e fundos de direitos creditórios (11%).

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado