Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Por que o Google investiu €1 bilhão em data center na Finlândia?

Novo projeto da Google visa energia renovável e IA

Google investe em data center na Finlândia. (Imagem: Pawel Czerwinski/Unsplash)
Google investe em data center na Finlândia. (Imagem: Pawel Czerwinski/Unsplash)

O Google, de propriedade da Alphabet, anunciou na última segunda-feira (20) um investimento de €1 bilhão (US$ 1,1 bilhão, ou cerca de R$ 5,5 bilhões) para expandir seu data center na Finlândia. Este investimento visa impulsionar o crescimento dos negócios de inteligência artificial (IA) na Europa e reforçar os compromissos de sustentabilidade da empresa.

Motivos do investimento

Nesse sentido, o Google citou o rápido crescimento do uso de IA como um dos principais motivos por trás da expansão. Os analistas preveem que o consumo de energia dos data centers aumentará enormemente devido à IA. Além disso, o data center de Hamina, na Finlândia, já opera com 97% de energia livre de carbono.

A capacidade de energia eólica da Finlândia cresceu 75% nos últimos anos, chegando a 5.677 megawatts em 2022. Em dias de vento, os preços da energia caem para valores negativos. Isso permite que data centers, como o do Google, usem energia renovável de forma eficiente através de contratos de longo prazo.

Publicidade

Data center na Finlândia e utilização do calor excedente

Ademais, o Google planeja redirecionar o calor gerado pelo data center para a rede de aquecimento distrital em Hamina. Este sistema beneficiará residências, escolas e prédios de serviços públicos locais. A empresa colabora com a Haminan Energia para lançar este projeto de recuperação de calor.

Leia também:

Finlândia busca estreitar laços com Brasil em economia verde

Histórico de investimento

Desde 2009, o Google está presente na Finlândia. Com isso, a nova instalação em Hamina aumentará o número de funcionários em 25%, totalizando 500 pessoas até 2025. Ademais, no mês passado, o Google também anunciou novos data centers na Holanda e na Bélgica.

“A Google e a cidade de Hamina têm uma longa e próspera história em conjunto. A Google é um excelente exemplo de uma empresa com uma forte orientação sustentável para o futuro. É bom ser a cidade natal da Google na Finlândia”, pontuou Ilari Soosalu, presidente da câmara de Hamina, citado no comunicado da Google.

A iniciativa do Google em usar energia renovável e contribuir para a rede de aquecimento urbano reforça seu compromisso com a sustentabilidade.

Contexto nórdico

Nos últimos anos, muitos centros de dados foram localizados nos países nórdicos devido ao clima frio, isenções fiscais e abundância de energia renovável. Porém, a Suécia e a Noruega têm se tornado mais críticas, sugerindo que a energia renovável deveria ser usada em produtos como o aço verde.

Metas de sustentabilidade

A Alphabet, empresa-mãe do Google, pretende operar todos os escritórios e centros de dados exclusivamente com energia verde até o final desta década. Este investimento de €1 bilhão na Finlândia, portanto, é mais um passo nessa direção.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado