Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Vale desbanca Petrobras em pagamento de dividendos; veja o ranking

Petrobras segue em segundo, com aumento expressivo no pagamento

Vale desbanca Petrobras em pagamento de dividendos; veja o ranking
(Foto: Divulgação/Vale).

Comparado ao primeiro trimestre de 2023, a Vale aumentou seus dividendos de US$ 1,8 bilhão para US$ 2,48 bilhões, refletindo recuperação operacional e estratégica.

A Petrobras também mostrou uma escalada nos valores distribuídos, aumentando 20 vezes em relação ao mesmo período do ano passado. A variabilidade nos pagamentos da empresa é destacada no Índice Global de Dividendos da Janus Henderson, e prevê-se uma redução no volume distribuído nos próximos meses.

O ranking brasileiro de empresas pagadoras de dividendos inclui também:

  • Banco Bradesco – US$ 736 milhões;
  • Banco Do Brasil – US$ 725 milhões;
  • Suzano – US$ 315 milhões;
  • Weg – US$ 128 milhões;
  • B3 – US$ 116 milhões.

Estes valores contribuíram para que o total de dividendos pagos no Brasil, excluindo a Petrobras, apresentasse um aumento de quase um quinto no primeiro trimestre, alcançando US$ 6,53 bilhões.

Publicidade

 

A nível global, os dividendos alcançaram um novo patamar com um total de US$ 339,2 bilhões no primeiro trimestre, refletindo um aumento geral de 2,4% em comparação com o ano anterior. Esse aumento foi impulsionado por um crescimento nos dividendos subjacentes de 6,8%, apesar de uma diminuição nos dividendos especiais esporádicos.

A Alibaba se destacou no cenário internacional ao fazer seu primeiro pagamento de dividendos, totalizando US$ 2,6 bilhões. Isso a coloca como uma das poucas companhias chinesas a pagar dividendos no primeiro trimestre.

No ranking global das maiores pagadoras de dividendos, destacam-se:

  1. Novartis – US$ 8,56 bilhões
  2. Roche – US$ 7,59 bilhões
  3. Costco – US$ 7,11 bilhões
  4. Microsoft – US$ 5,57 bilhões
  5. BHP – US$ 5,21 bilhões
  6. Siemens – US$ 4,03 bilhões
  7. Exxon Mobil – US$ 3,77 bilhões
  8. Apple – US$ 3,71 bilhões
  9. Commonwealth Bank – US$ 3,35 bilhões
  10. Novo Nordisk – US$ 3,19 bilhões

Além dos dividendos, outro ponto a destacar é a adoção de políticas sustentáveis por parte de algumas das maiores pagadoras, que começam a vincular a distribuição de proventos aos seus desempenhos em sustentabilidade. Esta tendência reflete um crescente interesse dos investidores por práticas empresariais responsáveis, que promovem não apenas retorno financeiro mas também benefícios sociais e ambientais.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado