Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Neoenergia inaugura subestação no Recife: investimento chega a R$ 50 mi

Unidade atende 260 mil pessoas na Zona Sul do Recife

Subestação no Recife. (Foto: Divulgação/Neoenergia)
Subestação no Recife. (Foto: Divulgação/Neoenergia)

Nesta sexta-feira (24), a Neoenergia Pernambuco inaugurou a Subestação Via Mangue em Boa Viagem, no Recife. Este é o primeiro de 13 empreendimentos previstos até 2028, com um investimento total de R$ 5 bilhões. A solenidade contou com a presença da governadora Raquel Lyra, do diretor-presidente da Neoenergia Pernambuco, Saulo Cabral, e do diretor de Relações Institucionais e Governamentais, João Paulo Rodrigues.

Localização e benefícios

Localizada na Rua José Aderval Chaves, a subestação é a mais moderna de Pernambuco e ocupa uma área de 900 metros quadrados. Foram investidos R$ 50 milhões na construção, que vai melhorar a qualidade do fornecimento de energia nos bairros do Pina, Boa Viagem, Brasília Teimosa e Imbiribeira. Nesse sentido, a subestação é a primeira do estado totalmente coberta e verticalizada, diferenciando-se dos empreendimentos convencionais onde os equipamentos ficam ao ar livre.

Subestação no Recife: tecnologia de ponta

A Subestação Via Mangue utiliza tecnologia de ponta que permite a construção com 60% menos terreno. Além disso, as saídas dos circuitos são subterrâneas, incluindo o embutimento de 350 metros de uma linha de transmissão. Foram instalados cerca de 70 religadores, permitindo a reconfiguração automática dos circuitos em caso de interrupção e restabelecendo a energia em até dois minutos.

Publicidade

Leia também:

Capacidade de atendimento

Com a capacidade de 52 MVA, a subestação pode atender cerca de 260 mil pessoas, o equivalente à população do Cabo de Santo Agostinho. Atualmente, quatro circuitos estão em operação, e mais seis serão energizados até o final de 2024. Nesse contexto, Saulo Cabral afirmou que a entrada em operação da subestação vai melhorar a qualidade do fornecimento de energia em 30% nos bairros do Pina e Boa Viagem. Além disso, a subestação influencia positivamente a qualidade do serviço em Brasília Teimosa e Imbiribeira.

Participação das autoridades

Durante a inauguração, Raquel Lyra destacou a importância do investimento para a região e o desenvolvimento econômico do estado. “Essa subestação garante uma melhoria significativa para uma região importante do Recife. A melhoria nos equipamentos e a garantia de mais segurança e tecnologia permitem o conforto para quem está em casa e para os negócios, atraindo novos empreendimentos e garantindo a expansão dos investimentos existentes em Pernambuco”, afirmou a governadora.

Impacto regional

Desse modo, a nova subestação vai aumentar a qualidade e a continuidade do fornecimento de energia, beneficiando diretamente os bairros de Boa Viagem, Pina, Brasília Teimosa e Imbiribeira. Analogamente, a infraestrutura avançada permite a absorção de cargas de outras subestações, proporcionando mais flexibilidade operacional e capacidade de restabelecer eventuais faltas de energia de maneira mais rápida.

Desenvolvimento sustentável

A Subestação Via Mangue também possui um diferencial ambiental. É a primeira a utilizar óleo vegetal como fluído isolante dos transformadores, reduzindo o impacto ambiental em comparação com o óleo mineral tradicional. Além disso, a estrutura verticalizada e coberta ocupa 75% menos espaço do que uma subestação convencional, minimizando a necessidade de grandes áreas de terreno.

Investimentos futuros

Além da Via Mangue, outras subestações estão em construção em Garanhuns, Petrolina e Paulista. Até o final de 2028, serão entregues 13 subestações, promovendo um incremento energético de 10% na rede de distribuição atual. A intenção é, portanto, acompanhar o desenvolvimento econômico e social do estado, assegurando a infraestrutura necessária para a chegada de novos empreendimentos residenciais e comerciais.

Leia também:

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado