Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Previsão da Salesforce pressiona Wall Street; Dow Jones cai 0,8%

Ações de tecnologia lideram baixa no mercado americano

Dow Jones - Índice - Bolsa Valores - Ações - Nasdaq - Estados Unidos - Salesforce
Bolsa de valores nos Estados Unidos da América (Imagem: Firmbee.com/Unsplash)

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em baixa nesta quinta-feira, com o setor de tecnologia liderando as perdas após uma previsão decepcionante de resultados trimestrais da Salesforce.

As ações do Salesforce despencarem um dia após prever lucro e receita abaixo das estimativas de Wall Street para o segundo trimestre. A previsão fraca se deve aos gastos reduzidos dos clientes com os produtos da empresa. Esse cenário derrubou o setor de tecnologia do S&P 500, afetando o índice de referência da bolsa de Nova York.

O S&P 500 caiu 0,58%, fechando a 5.236,17 pontos. O Nasdaq Composite recuou 1,10%, terminando em 16.735,26 pontos. Já o Dow Jones Industrial Average registrou uma queda de 0,86%, encerrando o dia a 38.109,03 pontos.

Publicidade

Além da pressão das ações de tecnologia, os investidores digeriram dados econômicos mostrando que a economia norte-americana cresceu mais lentamente do que o esperado no primeiro trimestre. Um relatório do Departamento de Comércio dos EUA revisou para baixo o crescimento econômico. Além disso, destacou quedas nos gastos com consumidores e equipamentos, além de um importante indicador de inflação que recuou.

Outro relatório mostrou que os pedidos semanais de auxílio-desemprego aumentaram mais do que o previsto, adicionando incertezas ao mercado. Os rendimentos dos Treasuries caíram. No entanto, as expectativas de uma redução de pelo menos 25 pontos-base na taxa de juros em setembro subiram para 50,4%, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group.

Análise de mercado

Mark Hackett, chefe de pesquisa de investimentos da Nationwide, comentou: “Normalmente, esperaríamos que o mercado se recuperasse com uma revisão para baixo do PIB, pois isso sinaliza que a economia está se moderando, o trabalho do Fed está concluído e podemos obter cortes nas taxas de juros. Essa não foi a reação que vimos hoje.”

Hackett acrescentou: “Estou um pouco surpreso, mas não tanto, pois, após seis semanas de alta, é saudável e esperado que haja alguma consolidação ou movimento lateral por um tempo.”

Contudo, os investidores aguardam a divulgação do relatório de despesas de consumo pessoal de abril. A divulgação será na sexta-feira para entender melhor a direção da economia norte-americana e as possíveis ações do Federal Reserve.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado