Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Expansão da Vulcabras no Ceará: o que esperar?

Expansão da Vulcabras em Horizonte, CE

Expansão da Vulcabras. (Foto: Divulgação/Vulcabras)
Expansão da Vulcabras. (Foto: Divulgação/Vulcabras)

Com obras previstas para junho de 2024, a empresa paulista Vulcabras ampliará a fábrica de Horizonte em 8 mil m², investindo R$ 30 milhões e aumentando a capacidade de produção em 10%. A empresa prevê concluir esta nova expansão em abril de 2024, totalizando 104 mil m² de área na unidade.

Além disso, já está em estudo uma nova expansão de 5 mil m² para a planta de Horizonte, com mais um investimento de R$ 30 milhões. A empresa espera iniciar as obras ainda este ano para continuar a crescer e atender à demanda do mercado.

Histórico da empresa

Em 1952, a Companhia Brasileira de Calçados Vulcanizados S.A. iniciou suas atividades em São Paulo – SP, marcando o início da história da Vulcabras. A empresa começou produzindo calçados de couro com sola de borracha vulcanizada. Em seguida, em 1958, a Vulcabras fundou a Calçados Azaleia em Parobé – RS, focada na produção de calçados femininos. Posteriormente, em 2022, a Vulcabras lançou o primeiro tênis de corrida do mundo com placa de grafeno, o Olympikus Corre Grafeno.

Publicidade

Expansão da Vulcabras: produção e parcerias

A Vulcabras produz a linha de tênis da Olympikus, além de parcerias com Mizuno (japonesa) e Under Armour (americana) na fábrica de Horizonte, CE. Diariamente, são produzidos cerca de 100 mil pares de calçados. Nos últimos seis anos, a empresa investiu R$ 600 milhões em desenvolvimento e produção, conforme o CEO Pedro Bartelle.

Leia também:

Crescimento e mercado

Além disso, a Vulcabras registrou um crescimento de cerca de 5% no primeiro trimestre de 2024. Em 2023, a empresa teve um faturamento de R$ 3,2 bilhões, com a divisão de calçados crescendo 7,8%. De tal modo, a linha Corre foi destaque, responsável por 15% do faturamento. Segundo Bartelle, o crescimento está condicionado às condições do mercado brasileiro.

Inovações e produtos

Analogamente, em março de 2023, a Vulcabras lançou o Olympikus Corre Supra, um supertênis produzido no Ceará. A linha Corre, que existe há cinco anos, contribui com 15% do faturamento da marca. O modelo Corre Grafeno, lançado em 2022, teve sucesso em vendas e pódios em maratonas.

Desafios e oportunidades

Em 2023, Pedro Bartelle destacou a preocupação com a entrada de produtos chineses sem tributação no mercado brasileiro. Desse modo, as plataformas de venda online também foram foco devido à falta de tributação, o que favorece produtos estrangeiros em relação aos nacionais.

Por fim, com quase três décadas de atuação no Ceará, a Vulcabras e a Grendene são grandes empregadoras do setor no Estado. A Vulcabras possui, portanto, 11 mil colaboradores no Ceará e continua a investir em expansão e inovação para se manter competitiva no mercado de calçados esportivos.

Leia também:

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado