Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Brasil firma acordo com Alibaba na China para exportação de produtos

Nova parceria surge após mudanças nas regras de importação

(Imagem: Alibaba/Divulgação)

O governo brasileiro anunciou um novo acordo com o grupo Alibaba na China para exportação de produtos, visando permitir que pequenas empresas exportem os produtos para a China utilizando a plataforma do gigante de comércio eletrônico. A parceria ocorre logo após a aprovação no Senado do fim da isenção do imposto de importação para compras internacionais de até US$ 50, medida que agora aguarda a decisão da Câmara dos Deputados.

No entanto, o mercado e os pequenos empreendedores receberam bem o anúncio da parceria, vendo na cooperação com o Alibaba uma chance de internacionalizar os negócios. Em maio, Briza Bueno, diretora-geral do AliExpress no Brasil, expressou surpresa com a decisão de fim da isenção. Ela ainda destacou que a carga tributária sobre os produtos deve chegar a cerca de 44,5%. Apesar disso, reafirmou o compromisso da empresa com o mercado brasileiro e mencionou que a companhia está avaliando novas estratégias para lidar com as mudanças.

Potencial da parceria e logística

Durante a visita à sede do Alibaba na China, o ministro do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, Márcio França, destacou a capacidade logística do Alibaba. Atualmente, a empresa entrega 5 milhões de pacotes diariamente ao redor do mundo. Ele afirmou que o convênio ajudará comerciantes brasileiros a vender pequenos produtos em quantidades reduzidas para o mercado chinês, com apoio do governo brasileiro. “Estamos no rumo certo para impulsionar o crescimento do nosso setor!”, declarou. Ele ressaltou a importância do acordo para o fortalecimento do empreendedorismo no Brasil.

Publicidade
Leia Também:

Futuro da exportação brasileira

O acordo com o Alibaba representa uma oportunidade para os pequenos empresários brasileiros expandirem os negócios internacionalmente, especialmente em um momento de mudanças nas regras de importação. A parceria oferece uma alternativa de crescimento e de competição em um mercado global, aproveitando a infraestrutura e o alcance da plataforma Alibaba.

O anúncio da parceria foi bem recebido pelo mercado e pelos pequenos empreendedores. Eles veem na cooperação do Brasil com o Alibaba uma chance de internacionalizar os negócios. Embora as novas regras de importação representem um desafio, o acordo cria novas possibilidades para o setor de comércio eletrônico no Brasil. Sendo assim, o acordo destaca a importância de novas ferramentas de cooperação e fomento ao empreendedorismo.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado