Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Novo Estádio do Flamengo: desapropriação de R$ 176 milhões

Prefeitura desapropria terreno do Gasômetro

Construção do estádio do Flamengo.
Foto: Reprodução Internet

Na última semana, o prefeito Eduardo Paes (PSD) anunciou em suas redes sociais a decisão de desapropriar o terreno do Gasômetro, onde o Flamengo construirá seu novo estádio. A medida, que será publicada no Diário Oficial do Rio de Janeiro desta segunda-feira (24/06), envolve a indenização da Caixa Econômica Federal com valores entre R$ 146 milhões e R$ 176 milhões, marcando um passo importante na concretização desse projeto.

“Estamos publicando amanhã no Diário Oficial a desapropriação por leilão em hasta pública do novo estádio do Flamengo, ali no terreno do Gasômetro. É o início de um projeto, o início de um sonho. Flamengo, Vasco, Fluminense e o Botafogo, especialmente os quatro grandes clubes cariocas, têm uma importância enorme para a economia do Rio de Janeiro. Infelizmente o Flamengo tem mais torcedor”, afirmou Paes.

O terreno, com uma área de 88,3 mil m², pertence atualmente a um fundo de investimentos gerido pela Caixa Econômica Federal. Há mais de um ano, o Flamengo e a Caixa discutem sobre o valor do terreno. O clube quis pagar R$ 250 milhões, enquanto a Caixa avalia o terreno em três vezes esse valor. Esse impasse levou Eduardo Paes a anunciar a possibilidade da desapropriação há um mês, decisão que agora se torna realidade.

Publicidade

Leilão Público do Terreno do Gasômetro

A desapropriação do terreno do Gasômetro será seguida de um leilão público. O decreto que oficializa a medida estipula “a obrigatoriedade de implementação de equipamentos específicos”, o que inclui a construção de um estádio. A prefeitura indenizará a Caixa com o valor mínimo do leilão.

Reunião Decisiva entre Flamengo e Prefeitura

Na segunda-feira passada, uma reunião entre Rodolfo Landim, Eduardo Paes e o deputado federal Pedro Paulo (PSD-RJ) resultou em uma série de decisões sobre o projeto. Pedro Paulo, que é apontado como possível candidato a vice-prefeito nas próximas eleições, participou ativamente das negociações. Entre os acordos firmados, o Flamengo se comprometeu a incluir um centro de convenções no estádio, que será o maior do Brasil com capacidade para 80 mil espectadores, superando o Maracanã, que comporta 78.838 pessoas.

Leia Também:

Projeto do Novo Estádio e Impacto Econômico

O projeto também inclui espaços de entretenimento e um hotel nas proximidades do estádio. A revitalização da área tem o objetivo de transformá-la em um destino turístico, além de um local para eventos esportivos. A prefeitura espera que a nova estrutura impulsione a economia local e atraia turistas para a região.

Impacto do Estádio na Economia do Rio de Janeiro

O Flamengo, que tem a maior torcida do Brasil, vê a construção do novo estádio como uma oportunidade para expandir sua presença e oferecer uma experiência ainda mais completa aos seus torcedores. O estádio não será apenas um local para jogos, mas também um centro multifuncional que contribuirá para o desenvolvimento do entorno.

Conclusão do Projeto do Estádio do Flamengo

A desapropriação do terreno do Gasômetro marca o fim de uma longa discussão e o início de uma nova fase para o Flamengo. Com o apoio da prefeitura e a resolução dos entraves burocráticos, o clube está mais perto de realizar o sonho de ter seu próprio estádio.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado