Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Colóquio da Lei de Gastronomia debate temas que envolvem o setor

Em geral, o Programa Ceará Gastronomia cria diretrizes para a cadeia gastronômica enxergando-a como um setor estratégico para o desenvolvimento econômico e sustentável do estado do Ceará. Foto de Christel Jensen no Pexels

Acontece, até o dia 24 de novembro, o Colóquio da Lei da Gastronomia, que tem a finalidade de debater a Lei n° 17.608 de 06/08/2021, que estabelece a Política Estadual da Gastronomia e da Cultura Alimentar e cria o Programa Ceará Gastronomia. O evento ocorre no Senac Reference e o encerramento se dará com a apresentação ao Governo do Estado do Ceará dos dados levantados nos debates e em pesquisa aberta ao público.

Durante todo este mês, profissionais do setor de alimentos e bebidas, da cultura alimentar e educação em gastronomia, além de órgãos e entidades estaduais com competência e interesse nessa área, estão debatendo e realizando uma pesquisa para fortalecimento da gastronomia e da cultura alimentar cearense.

Os debates têm acontecido em sessões temáticas, contemplando características, necessidades e projeções para assuntos abordados na lei da gastronomia, entre esses: educação, cultura alimentar, turismo, cadeia produtiva, economia criativa e desenvolvimento econômico.

conteúdo patrocinado

“A lei está sendo debatida de forma a aproximar os atores e motivar deliberações, dentro dos seus princípios, com os objetivos de divulgar, fortalecer e promover todos os elos dessa cadeia produtiva e também a cultura alimentar cearense”, explica a consultora de Gastronomia do Senac Ceará, Vanessa Santos.

A população em geral também pode contribuir para o fortalecimento da gastronomia e da cultura alimentar cearense respondendo a pesquisa que está disponível na bio do Instagram do Senac Ceará (@senacce).

Em geral, o Programa Ceará Gastronomia cria diretrizes para a cadeia gastronômica enxergando-a como um setor estratégico para o desenvolvimento econômico e sustentável do estado do Ceará, tendo como base ações integradas entre os atores da cadeia produtiva, estimulando os produtos e produtores locais, a educação profissional no setor da hospitalidade – turismo e gastronomia – o desenvolvimento igualitário e a autoestima do povo, a geração de empregos, o aumento de renda e o fortalecimento do turismo gastronômico e da cultura alimentar local.

“Estimular um setor econômico específico que possui alcance em diversos subsistemas é um verdadeiro privilégio para o desenvolvimento econômico de nosso estado, abrindo novas oportunidades de negócios”, defende o assessor especial para a gastronomia do Governo do Estado do Ceará, João Luiz Lima. Por meio do programa, a ideia é fomentar a interação de ações entre setores público e privados, inclusive na realização de eventos gastronômicos em várias cidades cearenses.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado