Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Empresas firmam parceria para produção de metanol verde em escala até 2025

(A.P. Moller - Maersk/Divulgação)

Para viabilizar a produção em escala de metanol verde, a A.P. Moller – Maersk anunciou parcerias estratégicas com seis empresas líderes com a intenção de produzir 730 mil toneladas de e-metanol por ano até 2025. As empresas envolvidas no acordo são CIMC ENRIC, European Energy, Green Technology Bank, Orsted, Proman e WasteFuel.

Com essa capacidade de produção, a Maersk alcançará muito além do metanol verde necessário para os primeiros 12 navios porta-contêineres neutros em carbono, encomendados pelo grupo dinamarquês.

A CEO do departamento de Fleet & Strategic Brands da Maersk, Hallberg Thygesen, disse que “para fazer a transição para a descarbonização, é necessária uma aceleração significativa e oportuna na produção de combustíveis verdes”.

Publicidade

“O metanol verde é a única solução pronta para o mercado e escalável disponível hoje para envio. A produção deve ser aumentada por meio da colaboração em todo o ecossistema e em todo o mundo. É por isso que essas parcerias representam um marco importante para iniciar a transição para a energia verde. Henriette”, afirma Thygesen.

Uma vez totalmente desenvolvido, o projeto para produzir combustível verde em escala permitirá que a Maersk obtenha o combustível em diversas partes do mundo.

A colaboração e os investimentos em projetos inovadores são as principais formas para alcançar uma cadeia de suprimentos net-zero. Neste cenário, o grupo dinamarquês continuará atuando com um amplo grupo de empresas líderes para atingir esse objetivo.

Green Technology Bank (China)

O Green Technology Bank (GTB) foi criado em 2016 pelo governo chinês, com objetivo de cumprir a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. A organização visa fortalecer a integração de tecnologia e finanças, acelerar a transformação tecnológica, impulsionar a realização das metas de desenvolvimento sustentável e explorar um modelo de desenvolvimento verde.

O GTB facilitará o desenvolvimento de projetos de biometanol na China, junto a outros desenvolvedores de projetos a serem identificados. O primeiro projeto possui capacidade para produzir 50 mil toneladas por ano a partir de 2024, enquanto o segundo projeto tem capacidade de produção de 300 mil toneladas/ano, em data de início a ser determinada.

Orsted (Dinamarca)

A Orsted é uma empresa global de energia renovável com atividades em energia eólica onshore, energia solar fotovoltaica, Power-to-X e eólica offshore, segmento no qual a empresa é líder mundial. A Orsted, tem a ambição estratégica de instalar 50 gigawatts de capacidade de energia renovável até 2030.

Em parceria com a Maersk na jornada de descarbonização do setor logístico, a Orsted desenvolverá um projeto de e-metanol nos Estados Unidos que terá capacidade para produzir 300 mil toneladas por ano a partir de 2025. A A.P. Moller – Maersk pretende vender todo o volume produzido.

Proman (Suíça)

Sediada na Suíça, a Proman é uma empresa integrada de energia, líder global em metanol, fertilizantes e outros produtos, como a melamina. A companhia está comprometida em desenvolver metanol e amônia sustentáveis como alternativas mais limpas aos combustíveis fósseis, oferecendo um caminho para reduzir as emissões na geração de energia, no transporte e na indústria.

A Proman terá como objetivo fornecer à Maersk de 100 a 150 mil toneladas por ano de metanol verde. O projeto será construído com previsão de início de operação em 2025, produzindo biometanol a partir de resíduos florestais não recicláveis e resíduos sólidos urbanos.

WasteFuel (Estados Unidos)

A WasteFuel é uma startup sediada na Califórnia que aborda a emergência climática, transformando resíduos não recuperados em combustíveis sustentáveis por meiode tecnologias comprovadas.

A empresa estabeleceu parcerias estratégicas com companhias e fornecedores de tecnologia para desenvolver projetos de biorrefinaria e garantir que os aspectos ambientais e comerciais de cada projeto sejam atendidos com segurança, eficiência e economia. A Maersk Growth, braço de venture capital do grupo dinamarquês, investiu na empresa em 2021.

No momento, a WasteFuel está desenvolvendo um projeto de biometanol na América do Sul, que produzirá mais de 30 mil toneladas por ano a partir de 2024. A Maersk pretende vender todo o volume produzido.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado