Alta em taxas de empréstimo pessoal em Junho, diz Procon-SP

Foto: Divulgação Institucional

O Procon-SP realizou um levantamento que indicou um aumento nas taxas de empréstimo pessoal durante o mês de junho. A pesquisa, conduzida pelo núcleo de pesquisas da Escola de Proteção e Defesa do Consumidor, foi realizada no dia 1 de junho e envolveu instituições bancárias como Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, Safra e Santander.

Bancos Registram Alta nas Taxas

Especificamente, o Banco do Brasil e o Banco Bradesco apresentaram alterações significativas em suas taxas. O Banco do Brasil aumentou sua taxa de 6,17% para 6,32%, um acréscimo de 0,15 pontos percentuais, representando uma variação positiva de 2,43%. Por outro lado, o Banco Bradesco elevou sua taxa de 8,43% para 8,55%, um acréscimo de 0,12 pontos percentuais, equivalente a uma variação positiva de 1,42%.

Taxa Média dos Bancos 

A taxa média dos bancos pesquisados foi de 6,82% ao mês, marcando um acréscimo de 0,05 pontos percentuais em relação à taxa média de maio, que era de 6,77%. Esta mudança representa uma variação positiva de 0,74%.

Estabilidade no Cheque Especial

Contrastando com o aumento no empréstimo pessoal, as taxas de cheque especial permaneceram estáveis em todas as instituições avaliadas. A taxa média manteve-se em 7,96% ao mês, sem alterações desde fevereiro do ano passado.

Orientações ao Consumidor

Diante deste cenário, o Procon-SP aconselha os consumidores a evitarem contrair dívidas. No entanto, se for imprescindível obter crédito, é crucial pesquisar diversas modalidades disponíveis no mercado financeiro. Importante notar que, com a limitação dos juros do cheque especial, muitos bancos optaram por aumentar as taxas de empréstimo pessoal.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado