Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Grupo chinês Higer Bus vai investir em fábrica de ônibus elétrico no Ceará

(Foto: Reprodução/Site Higer Bus Brasil)

A Higer Bus, empresa chinesa, vai investir US$ 50 milhões (cerca de R$ 260 milhões) em uma fábrica de ônibus elétricos na região de Pecém, região metropolitana de Fortaleza/CE.  A montadora já investiu US$ 10 milhões (cerca de R$ 50 milhões) no desenvolvimento de um veículo destinado ao mercado brasileiro, que acaba de receber homologação, e o plano inclui oferecer, num segundo momento, ônibus a hidrogênio montados em território nacional. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo. 

No Ceará, a fábrica deve começar a operar em 2024, com capacidade inicial de 300 a 400 ônibus por ano e investimentos da ordem de US$ 20 milhões (R$ 103 milhões). A linha será de ônibus 100% elétricos plug-in (a bateria, carregados diretamente na tomada). 

O diretor geral da Higer Bus para América do Sul, Marcelo Barella, aponta que o grupo ainda planeja expandir a produção para caminhões movidos a hidrogênio. 

conteúdo patrocinado

De acordo com o executivo, a empresa escolheu trabalhar no Brasil com a linha pesada – por isso, os modelos a bateria não fazem sentido, pois quanto maior o caminhão, maior a bateria e, consequentemente, menor a capacidade de carga. “Escolhemos o Ceará porque identificamos que, hoje, é o maior polo de desenvolvimento de hidrogênio do País.”

No Brasil, a companhia é representada pela TEVX Motors Group e o projeto de montagem local prevê o abastecimento de todo o mercado sul-americano. “Identificamos o Brasil e a América do Sul como os maiores mercados no segmento de ônibus urbanos. Em seu plano de expansão, a Higer viu a oportunidade de entrar nesse negócio, principalmente com o projeto de eletrificação dos ônibus de São Paulo”, afirma o diretor geral da Higer Bus para América do Sul, Marcelo Barella.

O executivo também destacou que a prefeitura de São Paulo tem como compromisso comprar 2,6 mil ônibus elétricos até 2024, o que deve trazer uma importante demanda para o segmento. São José dos Campos (SP) também tem planos de ter uma frota de ao menos 400 ônibus urbanos. E cidades como Curitiba, Niterói (RJ), Recife e Salvador também já iniciaram planos de eletromobilidade.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado