Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Criador de corretora de criptomoeda acusada de movimentar US$ 700 milhões de origem criminosa é preso pelo EUA

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ) anunciou a prisão em Miami de Anatoly Legkodymov, 40, um russo que morava em Shenzhen, na China, criador da corretora de criptomoedas Bitzlato, com sede em Hong Kong. A acusação é de que a corretora processou mais de US$ 700 milhões de origem ilícita, sendo uma parte vinda de ransomwares.

A prisão de Legkodymov pode ser um indicativo de uma postura mais rígida dos reguladores americanos em relação às empresas de criptomoedas que processam dinheiro de origem obscura, mesmo que operando no exterior. Isso é relevante considerando que a maior exchange do mundo, a Binance, está sendo investigada no país por suposta facilitação de lavagem de dinheiro.

A Bitzlato chamou a atenção dos reguladores por sua política de requerer poucas informações para abrir contas, sem necessidade de envio de fotos ou cópias de passaporte dos clientes.

Publicidade
conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado