Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Granjas comerciais estão livres da gripe aviária no Brasil

Granjas comerciais, onde várias aves são criadas para o mercado interno e externo, estão livres de casos de gripe aviária, uma doença que ressurgiu no Brasil. Até o momento, foram registrados oficialmente casos em espécies silvestres nas regiões Sudeste, especificamente no Espírito Santo e Rio de Janeiro, estados que não são grandes produtores de carne de frango no país. No entanto, um desses estados é um fornecedor de ovos no mercado brasileiro.

Atualmente, o estado do Espírito Santo ocupa a quarta posição no ranking nacional de produção de ovos, sendo responsável por 8,5% da safra nacional. Já o Rio de Janeiro tem baixa produtividade nesse setor.

De acordo com a Associação Brasileira de Saúde Animal (ABPA), a região Sul é responsável pela maior produção de carne de frango, representando cerca de 65% do total. Os estados do Espírito Santo e do Rio de Janeiro, segundo os dados da associação, contribuíram com 1,5% dos abates do setor no país (0,8% para o Espírito Santo e 0,7% para o Rio de Janeiro).

conteúdo patrocinado

Vale ressaltar que, considerando a vida doméstica, não há casos confirmados de galinhas ou frangos contaminados com a doença. Além disso, é importante destacar que a ingestão de carnes e ovos não transmite a gripe aviária para os humanos.

No entanto, os seres humanos podem ser infectados pela doença caso tenham contato direto com aves doentes ou seus excrementos. Geralmente, os profissionais que trabalham diretamente com os animais correm mais risco de infecção, especialmente se não utilizarem equipamentos de proteção individual.

Na prática, quando há casos de gripe aviária em granjas comerciais, a medida adotada pelos proprietários é eliminar as aves contaminadas, realizar uma limpeza completa e, em seguida, monitorar o local por um período antes de retomar a produção. Essa estratégia foi adotada nos Estados Unidos, onde as granjas foram afetadas pela doença.

Sobre a gripe aviária:

A gripe aviária é uma doença viral altamente contagiosa que afeta várias espécies de aves domésticas e silvestres, e ocasionalmente mamíferos, como ratos, gatos, cães, cavalos, suínos e até mesmo humanos. É uma doença de notificação obrigatória à Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA).

De acordo com o Código Sanitário para os Animais Terrestres da OMSA, a gripe aviária é detectada em aves de produção comercial quando há a presença de um vírus da influenza tipo A com características como: sequência de aminoácidos no sítio de clivagem HA0 semelhante àquelas observadas em vírus previamente considerados de alta patogenicidade em galinhas, ou índice de patogenicidade intravenosa (IPIV) superior a 1,2, ou mortalidade superior a 75% em aves inoculadas por via intravenosa.

Os sintomas da gripe aviária incluem:

  • Dificuldade respiratória
  • Secreção nasal ou ocular
  • Espirros
  • Incoordenação motora
  • Torcicolo
  • Diarreia
  • Alta mortalidade em aves domésticas ou silvestres

Se algum desses sintomas for observado, é fundamental comunicar imediatamente as autoridades municipais responsáveis pela saúde pública.

É importante ressaltar que a gripe aviária é altamente contagiosa e pode afetar tanto aves domésticas quanto aves silvestres, podendo também infectar seres humanos. No entanto, a transmissão da doença para humanos é rara e geralmente ocorre apenas em casos de contato direto com aves doentes ou seus excrementos.

Para prevenir a propagação da gripe aviária, é essencial adotar medidas de biossegurança adequadas, especialmente em granjas e outros locais onde aves são criadas. Isso inclui o uso de equipamentos de proteção individual, higiene rigorosa, controle de acesso de pessoas e animais, e medidas de monitoramento e controle sanitário.

A conscientização sobre os sintomas e as medidas preventivas da gripe aviária é fundamental para garantir a segurança das aves, dos profissionais que trabalham com elas e da saúde pública em geral.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado